A rádio espanhola 'Cadena' Ser revelou novos detalhes do alegado depoimento de Cristiano Ronaldo na passada segunda-feira, no Tribunal de Instrução n.º1 de Pozuelo Alarcón, no âmbito da suspeita de fraude fiscal que está a ser investigada em Espanha.

Perante a juíza Mónica Gómez Ferrer, o internacional português defendeu sempre a sua inocência, alegando que nunca teve problemas com o fisco em Inglaterra. "Nunca tive qualquer problema em Inglaterra, por isso gostaria de voltar", terá dito Ronaldo.

O avançado do Real Madrid terá afirmado ainda que o que fez em Espanha foi o que o aconselharam a fazer quando chegou ao Manchester United, com apenas 18 anos.

"Recordo que quando cheguei a Inglaterra disseram-me que as coisas ali funcionavam assim. Fui para o Manchester com 18 anos e aconselharam-me que seria o melhor a fazer, tal como outros jogadores faziam. Em Espanha disseram-me para pagar mais para não ter problemas", referiu Ronaldo.

Ronaldo para juíza: "Sempre paguei os meus impostos e sempre pagarei"
Ronaldo para juíza: "Sempre paguei os meus impostos e sempre pagarei"
Ver artigo

Recorde-se que a agência de notícias EFE já tinha divulgado trechos em que Ronaldo teria explicado que não é entendido em questões fiscais e que pagava para que lhe tratassem dos assuntos: "Não percebo muito disto, tenho o 6.º ano de escolaridade e a única coisa que sei é jogar bem futebol. E, se os meus assessores me dizem ‘Cris, não há problema’, então acredito neles. Pago-lhes bem para que façam tudo bem e deixo tudo nas suas mãos."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.