Antes de ter tornado público o seu arrependimento, na zona mista do estádio Santiago Bernabéu, o internacional luso pediu desculpa a todos os companheiros, por ficar de fora devido a castigo no próximo sábado na deslocação ao Mestalla, para defrontar o Valência, depois de ter sido expulso por pontapear Juanma Ortiz.

O francês Benzema assegurou que Ronaldo se arrependeu de imediato, desvalorizando a ausência do português nos festejos do golo da reviravolta no resultado, que terminou favorável ao Real Madrid (4-2), cujo último golo foi apontado pelo português.

"No balneário, disse-nos que lamentava muito", revelou Benzema, acrescentando que "o que aconteceu pode passar-se com qualquer um".

"Certamente ficou decepcionado por ter falhado a grande penalidade, mas depois alegrou-se com o meu golo. É um grande profissional e quer é que a equipa ganhe", frisou.

Hoje de manhã, Ronaldo integrou o treino de recuperação juntamente com o plantel madridista na cidade desportiva de Valdebebas, tendo sido apoiado por todos os companheiros.

Uma palestra perante todos os jogadores do treinador Manuel Pellegrini marcou o início do apronto, seguindo-se uma conversa apenas com Higuaín, que, juntamente com Xabi Alonso, não participou na sessão.

O director-geral do Real Madrid, Jorge Valdano, também considerou que os dois cartões amarelos de Ronaldo são "erros a corrigir", enaltecendo a "influência muito positiva" do português no jogo "merengue".

Depois de dois meses de ausência, devido a uma lesão no tornozelo direito, Ronaldo, que cumprirá castigo no próximo jogo da Liga espanhola, deverá voltar a jogar em Marselha, terça-feira, no encerramento da fase de grupos da Liga dos Campeões. Por outro lado, é baixa certa nos merengues o brasileiro Kaká, que não recuperou de problemas musculares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.