Numa entrevista ao jornal espanhol 'El País', Marc Ter Stegen surpreendeu ao afirmar que não é grande apreciador de futebol. O guarda-redes do Barcelona revelou mesmo que, por vezes, nem os nomes dos adversários sabe.

"As pessoas riem-se quando lhes digo que não sei muito sobre futebol. Não vejo muitos jogos", começou por dizer.

"A exceção é quando há jogos bons ou quando me interessa algum em particular porque tenho algum amigo, por exemplo. Às vezes perguntam-me pelo nome de algum jogador e nem faço ideia. Converso muito com a minha esposa sobre a profissão dela [é arquiteta]", admitiu.

"Na La Liga, por exemplo, não sei como se chamam. Mas depois, quando me mostram, apercebo-me que sei exatamente quem é. Lembro-me melhor de como se movem no campo, como rematam ou desmarcam do que o nome do jogador. É um pouco estranho, mas acontece-me isto quando analisamos os adversários", admitiu.

Em tempos de quarentena face à pandemia da COVID-19, Ter Stegen garante que tem levado tudo "com muita tranquilidade" e refletiu sobre a responsabilidade social que os futebolistas têm em momentos como este.

"O bom é que nós temos milhões de seguidores. Com algumas mensagens bem escolhidas, podemos ajudar as pessoas. No outro dia estava a falar com o Alisson [Becker, guarda-redes do Liverpool], que me deu um conselho sobre como lavar as mãos. Antes nunca tinha pensado nisso e agora partilho-o nas redes sociais. Acho que isso pode influenciar pessoas e ser útil para alguém", defendeu.

"Claro que gostaria de estar em campo a lutar por tudo o que temos de lutar. Estávamos na reta final da época e é uma pena que isto tenha parado. Mas, neste momento, o futebol não é uma prioridade. Temos de estar em casa e nós não somos exceção a essa regra", observou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.