Mario Pasalic era o rosto da desilusão na Atalanta. O atacante colocou os de Bérgamo na frente mas viu o PSG dar a volta ao jogo com dois golos nos descontos. Um golpe duro para aquilo que a Atalanta fez.

"É uma pena, estávamos tão perto, mas a Liga dos Campeões é assim, equipas com qualidade no ataque conseguem marcar dois golos em dois minutos. Estamos desiludidos mas queremos olhar em frente e vamos preparar-nos melhor para a Liga dos Campeões da próxima temporada", disse Pasalic, em declarações à 'Sky Sports' Italia.

O jogador da formação de Bérgamo lamenta que tenha sido a qualidade individual a fazer a diferença no jogo.

"Fizemos tudo o que esteve ao nosso alcance, não há dúvidas quanto a isso, mas estas equipas têm tanta qualidade individual que conseguem destruir-nos em qualquer altura. Penso que provámos que conseguimos lutar contra adversários fortes e espero que possamos fazer o mesmo na Liga dos Campeões da próxima época", completou.

O Paris Saint-Germain qualificou-se, esta quarta-feira, para as meias-finais da Liga dos Campeões de futebol, ao vencer a Atalanta, por 2-1, no primeiro encontro da inédita 'final a oito' em Lisboa. No Estádio da Luz, o croata Mario Pasalic, aos 27 minutos, marcou o primeiro golo da partida, mas os parisienses deram a volta ao marcador nos minutos finais, com golos de Marquinhos (90) e Eric Maxim Choupo-Moting (90+3).

Pela primeira vez nas meias-finais desde 1994/95, o Paris Saint-Germain vai defrontar o Atlético de Madrid ou o Leipzig, que se defrontam na quinta-feira no Estádio José Alvalade.

Especial Liga dos Campeões: Acompanhe todas as decisões com o SAPO Desporto! 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.