Com cinco vitórias e um empate em seis jogos oficiais esta temporada, o Benfica está a realizar o seu melhor arranque de época em muitos anos. Esta terça-feira, a partir das 20h00, terá em Kiev mais um teste às suas capacidades, com uma deslocação ao terreno do campeão ucraniano em título e atual líder da Luga ucraniana, Dínamo Kiev.

Com Bayern e Barcelona também no grupo, Dínamo e Benfica tentarão começar da melhor forma a sua camapnha nesta fase de grupos, procurando evitar recentes prestações menos conseguidas nesta etapa da competição. É que as três últimas participações do Benfica na fase de grupos não passaram daí, enquanto o Dínamo só por
uma vez neste século passou à fase a eliminar.

Para o Dínamo, esta é a 18ª participação (2ª consecutiva) na fase de grupos da UEFA Champions League, um recorde ucraniano; para o Benfica esta é a 16ª presença nesta etapa da prova.

Pela terceira vez no mesmo grupo

Benfica e Dínamo Kiev estiveram juntos na fase de grupos em 2016/17, com as 'águias' a vencerem por 2-0 em Kiev, na terceira, jornada, graças aos golos de Eduardo Salvio e Franco Cervi (55), com o mesmo Salvio a marcar depois o único golo em Lisboa, na quarta jornada. Esses seis pontos ajudaram as águias a terminar em segundo no
Grupo B, com oito pontos e atrás do Nápoles, enquanto o Dínamo ficou no quarto posto, com cinco pontos, sendo eliminado. Foi a última vez que o Benfica passou à fase a eliminar da competição

Antes, as duas equipas também se tinham encontrado na fase de grupos da Taça dos Campeões Europeus de 1991/92, altura em que o Dínamo venceu por 1-0 em casa, com Oleh Salenko a marcar o único golo da equipa então orientada por Anatoliy Puzach. Em Lisboa, porém, o Benfica, de Sven-Göran Eriksson, desforrou-se com um triunfo categórico, por 5-0, num jogo em que César Brito e Sergei Yuran bisaram.

Esses foram os quatro únicos embates da história entre os dois clubes, pelo que o registo do Benfica ante o Dínamo é de três vitórias e uma derrota, oito golos marcados e apenas um sofrido. O mais recente dos 13 jogos do Benfica frente a clubes ucranianos aconteceu nos 32 avos-de-final da Liga Europa de 2019/20. As águias' viram-se afastadas por 5-4 no total pelo Shakhtar (1-2 fora na primeira mão, 3-3 em casa na ). A jogar em solo ucraniano, o registo do Benfica é de três vitórias e três derrotas.

Quanto ao Dínamo Kiev, já disputou 22 jogos contra equipas portuguesas, apresentando um registo de 7 vitórias, 5 empates e 10 derrotas (4 vitórias, 3 empates e 4 derrotas em jogos disputados na Ucrânia). Os confrontos mais recentes aconteceram no "play-off" da Liga Europa 2017/18, com um triunfo por um total de 3-1 sobre o Marítimo (0-0 fora, 3-1 casa).

Yaremchuk reencontra velhos conhecidos

Contratado esta época pelo Benfica, Roman Yaremchuk foi formado na academia do Dínamo, onde ingressou em 2007. Fez nove jogos pelo clube da sua cidade natal em 2016/17, não tendo, contudo, conseguido marcar qualquer golo pelo clube de Kiev. Nesse período, Yaremchuk teve como colegas Serhiy Sydorchuk, Vitaliy Buyalskiy, Viktor Tsygankov, Volodymyr Shepeliev, Denys Garmash e Oleksandr Tymchyk, jogadores que ainda fazem parte do plantel do clube ucraniano.

Quem também tem algumas (boas) recordações do Dínamo são Otamendi e Vertonghen. O argentino fez parte da equipa do Porto que somou quatro pontos frente ao Dínamo, na fase de grupos da Liga dos Campeões 2012/13 e foi também titular nas duas mãos na vitória do Manchester City sobre o clube ucraniano nos oitavos-de-final em 2015/16. Já o belga marcou um golo que valeu ao Ajax um empate 1-1 no terreno do Dínamo na primeira mão do "play-off" da Liga dos Campeões 2010/11. Vertonghen também alinhou na depois na vitória do Ajax por 2-1 na segunda mão.

Duelo de equipas ainda invictas em 2021/22

O Dínamo Kiev está invicto na Liga ucraniana esta temporada, com seis vitórias e um empate, tendo marcado 22 golos e sofrido apenas dois. No passado sábado venceu por 2-0 na visita ao campo do Metalist Kharkiv, com Viktor Tsygankov a chegar aos cinco tentos no campeonato esta época.

Vitaliy Buyalskiy, outro dos melhores marcadores do Dínamo esta temporada, com cinco golos, lesionou-se numa coxa a 1 de Setembro, no empate 2-2 da Ucrânia no Cazaquistão, em jogo de qualificação para o Campeonato do Mundo de 2022, e falhou esse triunfo de sábado.

O Benfica também ainda não perdeu esta temporada. Venceu os cinco jogos que já disputou na Liga portuguesa e em nove jogos que disputou esta época no conjunto de todas as competições soma 8 vitórias e um empate.

O único jogo que não venceu foi no empate 0-0 no terreno do PSV Eindhoven, com o qual carimbou o apuramento para esta fase de grupos da Liga dos Campeões. Foi também, naturalmente, o único jogo em que o Benfica não marcou esta época

No 'ensaio geral' para este jogo o Benfica foi ao terreno do Santa Clara vencer por 5-0, com Darwin Núñez a bisar e a estrear-se assim a marcar pelas 'águias' esta temporada, num jogo em que Rodrigo Pinho se estreou com a camisola 'encarnada', assinalando essa estreia com um golo.

O que dizem os treinadores

Jorge Jesus, treinador do Benfica: "É com grande satisfação que vamos abrir esta fase de grupos, porque era aqui que queríamos estar: com os melhores. Vamos defrontar um adversário forte, como são as quatro equipas deste grupo. Olho para o Dínamo como olho para o Bayern ou o Barcelona. Tem cinco internacionais titulares pela Ucrânia, que ainda agora empatou com a campeã do mundo França."

Mircea Lucescu, treinador do Dínamo Kiev: "O Benfica está a atravessar um bom momento neste início de época. Está no primeiro lugar do campeonato português e tem um bom treinador, que treina a alto nível há vários anos. As equipas dele lutam sempre por títulos. Ganhou o campeonato brasileiro com o Flamengo e fez bons trabalhos no Al-Hilal e no Sporting. (...) Um jogo muito difícil, diante de uma equipa muito boa”.

O árbitro

Anthony Taylor, de 42 anos, terá como assistentes os compatriotas Gary Beswick e Adam Nunn, cabendo a Chris Kavanagh, também inglês, desempenhar as funções de videoárbitro (VAR).

O árbitro inglês, internacional desde 2013, já dirigiu um jogo do Benfica nas competições europeias, na Liga Europa da época 2018/19, frente ao Eintracht Frankfurt, na primeira mão dos quartos de final, que os lisboetas venceram por 4-2 (foram eliminados ao perderem por 2-0 no segundo confronto, na Alemanha).

Dínamo Kiev e Benfica entram em campo a partir das 20h00 desta quarta-feira. Pode seguir aqui, AO MINUTO, todas as incidências do encontro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.