A Champions regressa esta, quarta-feira "com plano B para tudo". É este o título de um longo artigo do New York Times sobre a 'final 8' em Lisboa e sobre as medidas e restrições que vão ser tomadas para combater qualquer risco de contágio com o novo coronavírus. Uma espécie de crónica do jornal sobre os momentos que antecedem uma partida de Champions, em período de pandemia.

Especial Liga dos Campeões: Acompanhe todas as decisões com o SAPO Desporto! 

A rotina vai ser feita de pormenores como lembra a prestigiada publicação norte-americana. "Exatamente às 19h50 - a 10 minutos do início dos encontros - hora local, a bola vai ser desinfectada e colocada no seu suporte antes de ser recolhida pelo árbitro da partida. As equipas entram ser em campo separados por intervalos não superiores a dois minutos e meio".

E como sempre em competições da UEFA tudo é pensado ao mínimo pormenor: A três minutos do início do encontro é tempo de soar o hino no sistema de som do estádio, desta feita com as bancadas vazios e sem o colorido do público.

As fotos das equipas também têm lugar nesse minuto, mas os fotojornalistas só têm pouco mais de 10 segundos para imortalizar o momento. A moeda ao ar, que decide a saída de bola o campo, tem lugar às 19h58.

A partir das 20h00 desta quarta-feira os melhores da Europa começam a decidir o troféu mais importante de clubes a nível mundial. "Depois de muitos meses de planeamento, semanas de incerteza, horas de muitos encontros e instruções. A mais estranha das Champions arranca finalmente para a sua fase decisiva", pode ler-se.

Desta feita, as eliminatórias serão disputadas a um só jogo. Pouco mais de 10 dias vão separar o primeiro jogo dos quartos da final da Champions agendada para dia 23.

"Isso se o coronavírus permitir", relembra o diário novo-iorquino. Angel Correa and Sime Vrsaljko, jogadores do Atlético de Madrid foram isolados da equipa depois de ter terem testado positivo nos últimos dias por coronavírus, mas o colchoneros confirmaram que a equipa continua a preparar o duelo da Champions da próxima quinta-feira frente ao Leipzig.

COVID-19: Atlético Madrid sem mais positivos, além de Correa e Vrsaljko. Equipa viaja 3.ª feira para Lisboa
COVID-19: Atlético Madrid sem mais positivos, além de Correa e Vrsaljko. Equipa viaja 3.ª feira para Lisboa
Ver artigo

Recorde-se que equipas continuam em prova, desde de que um onze e dois suplentes testem negativo.

Esta Champions é no mínimo atípica, dado o 'gap' de muitos dias entre o início dos oitavos até ao início dos quartos de final. Por exemplo, o PSG só jogou apenas dois jogos 'à séria' desde março. O Bayern esteve um mês parado depois do final da Bundesliga. Estes factores podem pesar no rendimentos das equipas quando entramos na fase decisiva da prova. Contudo, por outro lado, relembra a publicação "as equipas de Itália, Inglaterra e Espanha" podem queixar-se de falta de descanso, com os campeonatos a terem terminado no final de julho.

O estado psicológico, particularmente nesta situação atípica que vivemos, vai certamente ter um enorme peso no desempenho dos jogadores. É essa convição do antigo guardião do Bayern, Oliver Kahn: "Tenho a sensação de quem quem lidar melhor com o medo e com as responsabilidades vai ter uma grande chance de ganhar", atirou.

Na semana passada, representantes dos clubes envolvidos, reuniram-se com representantes da UEFA, para perceberem de que forma seriam disputados os jogos. O protocolo de segurança conta com 130 páginas e discorre sobre todos os aspetos da estadia em Portugal.

Todos os dias, as equipas terão à disposição 210 garrafas de água, 90 garrafas de uma bebida energética, e podem pedir cerca de 50 quilos de gelo, para as sessões de treino e jogos. Os oito conjuntos têm à sua disposição mapas detalhados dos estádios. Os primeiros exercícios de aquecimento serão feitos fora do relvado. a ideia é salvaguardar os tapetes verdes, já que só há dois palcos para a competição: O estádio de Alvalade e o da Luz.

Há três baterias de testes para detetar a presença do novo coronavírus: Um antes da partida para Lisboa, outro à chegada, e outro na véspera dos jogos. Os resultados serão conhecidas nunca antes das seis horas antes do encontro.

A UEFA tem um procedimento: Caso um jogador teste positivo, o jogo prossegue já sem esse jogador ou jogadores. Se uma equipa não apresentar 13 jogadores com teste negativo, perdem imediatamente esse jogo por 3-0. Quase tudo está pensado, a UEFA está decidida até ao fim a coroar um campeão europeu este ano.

O 'New York Times' relembra ainda o trabalho que foi feito para trazer a organização da 'final 8' para Lisboa. Isso deveu-se, de acordo com o jornal, às relações estreitas entre Fernando Gomes e Tiago Craveiro, presidente e CEO da FPF, respetivamente.

O arranque da Champions está portanto quase aí e a bola está prestes a desinfectada. O arranque está agendado já para esta quarta-feira, no encontro entre a Atalanta e o PSG que terá lugar no estádio da Luz. Pode seguir tudo no SAPO Desporto.

Especial Liga dos Campeões: Acompanhe todas as decisões com o SAPO Desporto! 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.