O Nápoles foi ao Estádio da Luz vencer o Benfica por 2-1 com uma exibição de muito personalidade, exuberância no meio-campo, e eficácia. Os 'encarnados' sentiram algumas dificuldades para travar a impetuosidade dos jogadores do meio-campo napolitano. Aos 21 minutos, Gonçalo Guedes não conseguiu aproveitar um autêntico 'brinde' e Ederson chegou a ter uma bola ao fundo da baliza, mas o golo de Gabbiadini foi anulado por posição irregular de fora de jogo.

No segundo tempo, Calléjon brilhou no 1-0 com um grande golo aos 59 minutos, instantes depois de um lance de muito perigo protagonizado por Pizzi Rafa e Jiménez. Perto dos 79 minutos, Mertens ampliou a vantagem dos napolitanos depois de 'sentar' Luisão. Aos 86 minutos, Raul Jiménez fecha a contagem do jogo e fecha as contas do Benfica na fase de grupos da Liga dos Campeões com 10 golos marcados e 10 golos sofridos. Já o Nápoles justificou por completo a vitória com a superioridade demonstrada em vários momentos de jogo e assegurou pela primeira vez na sua história a qualificação para os oitavos de final da Liga dos Campeões na condição de líder na fase de grupos. O Benfica fez história ao qualificar-se pelo segundo ano consecutivo para a fase seguinte da Liga dos Campeões com o contributo especial do Dínamo Kiev, que goleou o Besiktas por 6-0.

O melhor

Callejón - Marcou o primeiro golo do Nápoles aos 59 minutos num lance só ao alcance de alguns jogadores. Juntamente com Gabbiadini deu muito trabalho a Ederson e aos defesas do Benfica.

Ederson - Adiou o golo do Nápoles até ao limite. Seguro entre os postes, o jovem guarda-redes brasileiro continua a aproveitar o palco da Liga dos Campeões para mostrar qualidades a jogar ao mais alto nível.

O pior

Salvio - Alguma ansiedade nas decisões e alguns passes falhados. Saiu aos 80 minutos esgotado depois de algum desgaste frente aos defesas napolitanos.

Gonçalo Guedes - Pouca confiança e muitas dificuldades para impor o seu jogo. Falhou uma oportunidade soberana para fazer o golo aos 22 minutos. Saiu aos 57 minutos para a entrada de Rafa.

Reações

Callejón: "Do primeiro ao último minuto merecemos a vitória"

Jiménez: "Duas derrotas não nos afectam porque estamos confiantes"

Pizzi: "Não estamos felizes pela exibição"

Rui Vitória: "Queríamos ter passado com uma vitória"

Maurizio Sarri: "Merecemos chegar em primeiro lugar"

Curiosidades

- Os 10 golos sofridos pelo Benfica são o pior registo do clube na fase de grupos da Champions.

- Desde 1995/96 (Klinsmann) que um jogador não marcava pelo menos 3 golos ao Benfica numa só época na UEFA (Mertens).

- Das 4 derrotas caseiras do Benfica com Rui Vitória, 3 foram pelo mesmo resultado: 1-2.

- O Nápoles venceu o seu grupo da Champions pela 1.ª vez.

- O Nápoles venceu em Portugal 42 anos depois.

- Benfica marca há 30 jogos consecutivos.

- Mais de 13 anos depois, o Benfica perde em casa frente a uma equipa italiana (2003, Lazio).

- 1.ª derrota em casa do Benfica: os encarnados não perdiam na Luz desde fevereiro, frente ao FCP (total de 17 jogos).

- O Zenit tinha sido a última equipa a vencer os 2 jogos frente ao Benfica na fase de grupos Champions (2014/15).

- 2.ª derrota consecutiva do Benfica: não acontecia desde outubro 2015.

- Rui Vitória junta-se a Jesualdo Ferreira: únicos treinadores que se qualificaram pelo menos 2 vezes nos grupos da Liga dos Campeões por equipas portuguesas.

- Rui Vitória é o 1.º treinador do Benfica a ultrapassar 2 vezes a fase de grupos da Champions.

- É a 1.ª vez que o Benfica ultrapassa a fase de grupos da Champions em 2 épocas consecutivas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.