O Zenit S. Petersburgo acabou esta quarta-feira com o sonho milionário do Paços de Ferreira de chegar à Liga dos Campeões. Se a goleada da primeira mão, por 4-1, tinha tido a assinatura de Shirokov, com três golos, esta tarde a equipa russa vergou os pacenses, por 4-2, com uma atuação fenomenal de Danny.

O internacional português liderou a orquestra russa de Luciano Spalletti, dinamizando o ataque e apontando os dois primeiros golos, sendo que o segundo irá correr o mundo pela sua genialidade.

Curiosamente, o jogo até começou com o Paços de Ferreira em grande... a desperdiçar ocasiões de golo. Nos primeiros três minutos, Manuel José e Carlão perderam boas chances de abrir o ativo na Rússia. A formação de Costinha, ciente da missão praticamente impossível que a trazia até São Petersburgo, entrou desinibida e rápida.

Depois de um arranque positivo da equipa portuguesa, o Zenit - com Neto e Danny no onze - equilibrou, tanto no ritmo como no número de oportunidades perdidas. Só aos 30 minutos é que surgiu o primeiro golo, por obra de Danny. O médio português recebeu um passe atrasado do flanco esquerdo, livrou-se da oposição da defesa do Paços e rematou fulminante e sem hipóteses para Degrá.

O golo era o corolário da óbvia superioridade dos russos, que foi particularmente evidenciada no segundo tempo.

Danny quis continuar a espalhar magia e aos 49 assinou o melhor momento do encontro, fugindo em velocidade aos defesas pacenses e batendo Degrá com um chapéu pleno de classe. Fantástico! 

O Paços sabia que estava derrotado, mas nem por isso deixou de tentar a sua sorte. Porém, o Zenit voltou a ser implacável e Bukharov elevou para 3-0 aos 66', com um cabeceamento certeiro.

Ainda assim, o Paços reergue-se e Manuel José reduziu imediatamente a seguir, com um remate de fora da área, cuja trajetória enganou o guardião russo. A equipa de Costinha lançou-se então em busca de mais golos.

Contudo, foi novamente o Zenit a marcar, com Arshavin a ser derrubado na área pacense. O criativo russo encarregou-se ele mesmo de converter a grande penalidade, colocando a "chapa 4" uma vez mais sobre o Paços de Ferreira.

O desafio não terminaria sem mais uma demonstração de dignidade da equipa de Costinha, com o 4-2 a ser assinado por Carlão nos minutos finais. 

O Zenit segue assim para a Liga dos Campeões, enquanto o Paços de Ferreira passará a integrar a fase de grupos da Liga Europa. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.