O ataque do FC Porto vai estar entregue à juventude na visita à Bélgica para enfrentar o Brugge. Com André Silva e Otávio praticamente certos na frente de ataque, Diogo Jota deve juntar-se aos dois ‘meninos’ na frente de ataque dos ‘dragões’. A aposta no jogador emprestado pelo Atlético de Madrid está a ser vista como um forma de ligar o ataque ‘azul e branco’.

De acordo com o jornal ‘Record’, Nuno Espírito Santo vê no avançado de 19 anos uma forma de conseguir entrosar processos entre Otávio e André Silva ao colocar o ex-Paços de Ferreira junto com eles na frente. Com características que lhe permitem ajudar atrás de André Silva, Diogo Jota traz mais imprevisibilidade e constantes mudanças de posicionamento.

Este tipo de jogo apoiado no ataque aliado à facilidade com que remata à baliza devem ser argumentos suficientes para levar Nuno Espírito Santo a apostar no jogador português. Na memória do técnico ainda está bem vivo o ‘hat-trick’ que fez frente ao Nacional da Madeira para o campeonato.

Neste esquema, Otávio afirmou que se sente confortável a jogar. No rescaldo da vitória frente ao Gafanha para a Taça de Portugal, o médio brasileiro revelou que os processos ficam mais rápidos com Diogo Jota.

“Estamos mais rápidos, com maior mobilidade... Eu também posso jogar me zonas mais interiores. Liberta-me um pouco mais. O Jota é um avançado móvel e isso ajuda-me bastante”.

A ascensão de Diogo Jota resulta numa dor de cabeça para Nuno

Com a afirmação de Jota na equipa do FC Porto há quem saia prejudicado nas escolhas do treinador português. À cabeça, Jesus Corona. O mexicano começou a temporada como titular num sistema de 4-3-3 como extremo direito, mas tem vindo a ficar de parte dos 11 que entram em campo. Na Taça de Portugal voltou para o banco de suplentes, mas teve tempo de jogo. Nos minutos que passou no relvado mostrou bons pormenores e marcou um golo frente à equipa do terceiro escalão do futebol português.

A situação de Corona não é única no Estádio do Dragão. Adrián López, Brahimi e Depoitre vivem situações semelhantes. O espanhol foi aposta de Nuno Espírito Santo para integrar o plantel, mas continua sem mostrar argumentos apesar das oportunidades que já teve.

Brahimi está em ascendente depois de ter estado com um pé fora de Portugal. O argelino continuar a ganhar minutos e confiança. O internacional belga acabou por estar de fora em prole de André Silva. O avançado português é o ponta de lança dos ‘dragões’ com Depoitre numa segunda fila para ser a ‘sombra’ do internacional português.

O FC Porto vai enfrentar o Brugge na próxima jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. A equipa portuguesa tem apenas um ponto nas duas primeiras jornadas depois de ter empatado com o Copenhaga em casa (1-1) e perdido com o Leicester City em Inglaterra (1-0). Na Bélgica, o apito inicial está marcado para às 19:45.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.