André Almeida marcou presença na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o PSV, os play-off de acesso à Liga dos Campeões. O lateral direito do Benfica falou da concorrência para o seu posto, da pressão de jogar no Benfica e analisou o último adversário antes dos grupos da Champions.

Três centrais para parar o PSV: "O Benfica joga com três centrais desde a segunda metade da época passada. Eu não estava a treinar no campo, mas estava a treinar na sala, com o mister, e vou aprendendo os posicionamentos de uma e outra posição. Onde ele achar que vou ajudar a equipa é aí onde vou estar".

Crescimento de Diogo Gonçalves: "Tenho visto um grande crescimento de toda a equipa. Não só do Diogo Gonçalves. Vejo o Gilberto também muito forte e a querer ajudar a equipa. É por isso que passa a minha função, para ajudar a equipa quando o mister desejar".

Pressão para passar: "Eu acho que quem vem para o Benfica tem que estar habituado a todo o tipo pressão. Aqui só se joga para vencer, é uma pressão boa para estar numa competição bonita, onde estão os melhores jogadores e queremos estar nela. Esstamos confiantes, sabemos do trabalho que estamos a desenvolver e também só temos vitórias até agora. Mas claro que vemos qualidade do outro lado também, o PSV é equipa forte, com excelentes jogadores, mas de tudo faremos para vencer o jogo de amanhã".

O Benfica vai tentar o acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões de futebol frente aos holandeses do PSV Eindhoven no ‘play-off’, cuja primeira mão ocorre na quarta-feira.

Depois de terem falhado a 11.ª presença seguida em 2020/21, ao perder no estádio dos gregos do PAOK (2-1), em jogo único da última fase preliminar, as ‘águias’ tentam juntar-se ao campeão nacional Sporting e ao FC Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.