O FC Porto nunca conseguiu ultrapassar uma eliminatória das taças europeias de futebol depois de perder a primeira mão por mais de um golo, em casa ou fora, situação que vai enfrentar pela 16.ª vez.

Nas 15 ocasiões que começaram confrontos europeus com um desaire por dois ou mais golos, os ‘dragões’ foram invariavelmente afastados, pelo que, na terça-feira, vão procurar um feito único na sua história.

No primeiro duelo na neutra Sevilha, hoje casa de FC Porto e na terça-feira do Chelsea, culpa das restrições provocadas pela pandemia da covid-19, os ‘dragões’ foram derrotados por 2-0, culpa dos tentos de Mount (32 minutos) e Chilwell (85).

Esta é apenas a quarta vez na sua história que os ‘azuis e brancos’ perdem uma primeira mão em casa por mais do que um golo, depois de dois desaires por 2-0, com Nantes (1971/72) e Juventus (2016/17), e um por 5-0, com o Liverpool (2017/18).

Em 1971/72, na primeira eliminatória da Taça UEFA, o FC Porto empatou 1-1 em França, em 2016/17, nos ‘oitavos’ da ‘Champions’, perdeu por 1-0 em Turim, e, em 2017/18, ficou-se por um empate a zero em Anfield Road.

Os ‘dragões’ nunca deram a volta em reduto alheio a uma desvantagem de dois ou mais golos trazida de casa, mas também nunca ‘viraram’ nas Antas ou no Dragão desaires da mesma ‘magnitude’ sofridos fora no primeiro encontro.

O FC Porto começou cinco eliminatórias fora com desaires por 2-0, face a Hamburgo (1975/76), Standard Liège (1981/82), FC Barcelona (1985/86), Borussia Dortmund (2015/16) e Liverpool (2018/19), e uma por 3-1, com Tottenham (1991/92).

Destes seis duelos, os portistas estiveram perto de dar a volta ao ‘Barça’, já que chegaram a igualar a eliminatória, a contar para a segunda ronda da Taça dos Campeões, graças a um ‘bis’ do brasileiro Juary (67 e 71 minutos).

Aos 77 minutos, o avançado escocês Steve Archibald ‘despejou’, no entanto, um enorme ‘balde de água fria’ nas Antas, já de nada valendo ao FC Porto o 3-1, o ‘hat-trick’ do brasileiro, que seria o ‘herói’ de final de 1986/87.

Face aos outros adversários, os ‘dragões’ venceram o Hamburgo por 2-1, empataram 2-2 com o Standard Liège e 0-0 com o Tottenham, e perderam por 1-0 com o Borussia Dortmund e por 4-1 com o Liverpool.

O FC Porto também não conseguiu superar diferenças superiores a dois golos sofridas fora, o que aconteceu face a Hannover (0-5, em 1965/66), Hibernian (0-3, em 1967/68), AEK (1-6, em 1978/79), Anderlecht (0-4, em 1982/83), PSV Eindhoven (0-5, em 1988/89) e Manchester United (0-4, em 1996/97).

O encontro entre Chelsea e FC Porto, da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões em futebol, realiza-se na terça-feira, de novo no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha, às 21:00 locais (20:00 em Lisboa).

As melhores do FC Porto 0-2 Chelsea

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.