O benfiquista Gonçalo Guedes falou esta segunda-feira na conferência de imprensa de antevisão do encontro com o Dínamo Kiev e anteviu um duelo difícil, garantindo ainda que não está interessado em deixar o Benfica em janeiro, pese embora o interesse de clubes espanhóis.

"Sabemos que vai ser um jogo difícil, mas como sempre no Benfica pensamos na vitória", começou por dizer o avançado, que explicou ainda de que forma, aos 19 anos, consegue corresponder já ao mais alto nível: "É o trabalho do dia a dia, a confiança que os colegas e o treinador depositam em mim. A união do grupo, o coletivo, isso faz com que estejamos mais à vontade".

Quanto ao facto de ser utilizado tanto nas alas como enquanto segundo avançado, Guedes assumiu que se sente "muito confortável" mais perto do eixo. São duas posições em que tenho vindo a jogar. Jogo onde o mister mandar, mas sim, sinto-me muito confortável atras do ponta-de-lança. É bom para mim, ando mais solto e sinto-me claramente à vontade nessa posição", explicou.

Questionado sobre o interesse de Valência e Atlético Madrid na sua contratação, o jovem avançado garantiu estar inteiramente focado no clube do seu coração.

"Não penso nada em sair em janeiro, estou focado no Benfica, é o meu clube, o clube do meu coração. Não penso nisso, só penso no jogo de amanhã, que é o mais importante", assegurou.

Questionado sobre a posição do Benfica no campeonato, numa altura em que se aproxima o 'clássico' do Dragão, o jogador benfiquista garantiu que o foco da equipa está no trabalho diário: "Nós só pensamos em nós, somos o Benfica, estamos na frente, sim, mas só pensamos em nós, em continuar o nosso trabalho, focados nos objetivos".

Face à lesão de Jonas, Guedes tem assumido um papel de maior destaque, mas garante que não se vê como "sucessor" do experiente avançado. "Não é uma questão de ser sucessor, tenho feito o meu trabalho, acho que tem corrido bem, e agora é continuar focado", explicou, abordando ainda o facto de ser o jogador mais rematador do Benfica, sem que tal tenha correspondência a nível de golos marcados.

"Quero marcar o maior número de golos possível, como é obvio, não falho de propósito. Tenho tentado, não tenho conseguido tantas vezes como gostaria, mas tenho de trabalhar e não vou falhar tanto, espero eu", atirou.

O Benfica recebe o Dínamo Kiev na terça-feira, a partir das 19h45, em partida da quarta jornada do grupo B da Liga dos Campeões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.