Declarações de Jorge Jesus, treinador do Benfica, à Eleven Sports, no final do jogo com o Dínamo Kiev.

Análise ao apuramento: "Fizemos uma fase de grupos espetacular. Em dez jogos [incluindo qualificação], ganhámos cinco, empatamos três e perdemos dois. Perdemos com quem? Contra o Bayern, a equipa mais forte do Mundo agora. Isso justificou o apuramento para os 'oitavos'. E hoje penso que todo o mundo que está ligado à Champions vai perceber por que o Barcelona ficou de fora. Quem tirou o Barcelona foi o Benfica. Para o Benfica em termos internacionais é muito bom, um pouco o recuperar do estatuto, que é o que queríamos. Vamos estar nas melhores 16 do mundo. Agora é esperar o sorteio. Vai ser uma das mais fortes. Não tenho preferência, mas sai sempre o mais forte. Vai calhar uma das três. O Bayern não pode ser, felizmente."

Esteve atento ao jogo do Barcelona na Alemanha? "Sabia que se não ganhássemos não interessava o que se passava lá. É verdade que percebi pelos adeptos, mas só no fim, quando o quarto árbitro mostrou os 4 minutos, é que perguntei ao João [de Deus] quando estava. Ele não disse o resultado, só disse 'está bom para nós'. Não sabia o resultado, mas calculei. Não perguntei a ninguém, porque isto não é como começa, mas como acaba. O futebol é assim. Estava dentro ao intervalo, mas no final podia estar fora. Os jogadores merecem, depois de uma fase de grupos espectacular e agora há que esperar pelo sorteio."

Pressão alta do Benfica: "Jogamos sempre em pressão alta. Os jogadores sabiam que o jogo era muito importante para clube, treinador e equipa. Há seis anos que o Benfica não ia aos oitavos da Champions. O percurso foi feito de jogos muito bons."

Que adversário prefere? "Não tenho preferência, mas já sei que sai o mais forte no sorteio. Uma das quatro equipas mais fortes vai calhar-nos nos oitavos-de-final."

Momento de paz com os adeptos: "Em 26 jogos esta época, ganhamos 17. Só perdemos quatro e, desses, dois foram contra o Bayern Munique [na Liga dos Campeões]. Seria excelente ter ganho os 26. A derrota com o Sporting [na 13.ª jornada da I Liga] deixou sequelas e um ambiente… Sentimos a vaia quando acabou o dérbi. Hoje, os adeptos aplaudiram, acarinharam, é mais fácil assim."

Confiança: "O primeiro objetivo era entrar na fase de grupos. Quando se realizou o sorteio, toda a gente pensava que o Benfica não se podia apurar neste grupo. É fácil falar agora. Ao saber o sorteio, disse ao presidente Rui Costa e ao Rui Pedro Brás que passaríamos o grupo, que o Barcelona ia ficar fora. Não me enganei, era a minha convicção."

O Benfica garantiu esta quarta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga dos campeões em futebol, depois de vencer o Dínamo Kiev, por 2-0, na sexta jornada do grupo E, beneficiando de uma ‘ajuda’ do Bayern Munique.

No estádio da Luz, os ‘encarnados’ fizeram a sua parte e triunfaram, com golos do ucraniano Roman Yaremchuk, aos 16 minutos, e do brasileiro Gilberto, aos 22. No outro jogo do grupo, os alemães do Bayern Munique venceram o FC Barcelona, por 3-0, o que permitiu à equipa portuguesa ultrapassar os catalães.

Com estes resultados, o Bayern Munique, que venceu todos os jogos, termina em primeiro, com 18 pontos, com o Benfica em segundo com oito, o FC Barcelona, que segue para a Liga Europa, em terceiro com sete, e os ucranianos do Dínamo Kiev em quarto com um.

Também hoje, no grupo G, os franceses do Lille, em primeiro, e os austríacos do Salzburgo, em segundo, garantiram o apuramento para os ‘oitavos’, existindo ainda uma vaga por atribuir no grupo F, ganho pelo Manchester United, pois o jogo entre a Atalanta e o Villarreal, equipas que estão a lutar pelo segundo posto, foi adiado devido à neve.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.