Jorge Jesus não vai poder comandar diretamente a equipa do Sporting com o Borussia Dortmund a partir do banco técnico devido a um castigo da UEFA de dois jogos na sequência da sua expulsão em Madrid.

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo da 3ª jornada do Grupo F, o técnico leonino comentou o castigo de dois jogos, e acusou um delegado português de ter contribuído para o segundo jogo de castigo.

"Onde vou ver o jogo? Em princípio no estádio. Acho que não é proibido. Não tenho a certeza [risos]. Tenho de tomar as decisões no momento mas todas as outras estão trabalhadas e aquilo que pode surpreender, é uma decisão que um dos meus colaboradores terá de fazer. O resto está tudo pensado coletivamente", começou por dizer Jorge Jesus sobre o impedimento de dar indicações durante o jogo.

"Espero que seja o último jogo [castigo]. O meu castigo no primeiro tenho culpa. No segundo acho que tem mãozinha de um delegado português que me prejudicou", sentenciou Jorge Jesus.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.