O FC Porto terminou a participação na Liga dos Campeões de futebol com 78,44 milhões de euros de receitas diretas, depois de ter sido hoje afastado pelo Liverpool nos quartos de final.

Os ‘dragões’, que tinham perdido por 2-0 em Liverpool, voltaram a ser derrotados em casa por 4-1, concluindo a prestação na ‘Champions’ com seis vitórias, um empate e três derrotas, com 20 golos marcados e 15 sofridos.

O derradeiro triunfo foi conseguido em 06 de março, face à Roma, por 3-1, após prolongamento, no Estádio do Dragão – após um desaire por 2-1 em Itália -, em embate da segunda mão dos oitavos de final da principal prova europeia de clubes.

A formação ‘azul e branca’ conquistou o direito de disputar a prova ao arrebatar a edição 2017/18 da I Liga portuguesa, feito que lhe valeu entrada direta na fase de grupos da ‘Champions’ e um prémio monetário de 15,23 ME pela presença.

Pelo ‘ranking’ da UEFA nos últimos 10 anos, um extra que o organismo implementou na presente temporada, o FC Porto, sétimo colocado entre os 32 finalistas, recebeu mais 28,81 ME (1,108 a multiplicar pela posição inversa na tabela).

Depois, o conjunto de Sérgio Conceição aproveitou da melhor forma um sorteio favorável para totalizar 16 pontos no Grupo D, face a Lokomotiv Moscovo, Schalke 04 e Galatasaray, e amealhar mais 14,4 ME (2,7 por vitória e 0,09 por empate).

Com o consequente apuramento para os ‘oitavos’, o FC Porto conseguiu mais 9,5 ME.

Os ‘dragões’ qualificaram-se e como primeiros do agrupamento, acabando por afastar a Roma, que o FC Porto ultrapassou, adicionando 10,5 ME ao cofre, para um total de 78,44.

Ao contrário dos ‘dragões’, o Benfica não passou sequer a fase de grupos, ao ficar no terceiro no Grupo E, atrás de Bayern Munique e Ajax, pelo que foi relegado para a Liga Europa e fechou a ‘Champions’ 2018/19 com 49,23 ME.

Com a ‘bênção’ do Sporting, mais precisamente de uma ‘inoportuna’ derrota dos ‘leões’ no reduto do Marítimo a fechar o último campeonato, o Benfica foi segundo na I Liga 2017/18 e, como tal, ficou a duas eliminatórias dos milhões.

Os ‘encarnados’ conseguiram ultrapassar a terceira pré-eliminatória e o ‘play-off’, atingindo a fase de grupos, para garantirem, desde logo, os 15,23 milhões de presença, mais 27,7 pelo oitavo posto no ‘ranking’ da UEFA dos últimos 10 anos.

A estes 42,93 ME, o clube da Luz conseguiu adicionar 6,3 pelos resultados obtidos na fase de grupos (duas vitórias e um empate).

Além destes valores fixos, ainda há outros variáveis, como os que têm a ver com a televisão, o ‘Market Pool’, e ainda as receitas de bilheteira e mais tudo o que está associado a um encontro da principal prova europeia de clubes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.