Um advogado egípcio fez chegar na FIFA uma queixa contra Sergio Ramos, central que esteve na origem da lesão de Mohamed Salah, na final da Liga dos Campeões.

De acordo com o site 'Goal', Bassem Wahba avançou com a queixa por considerar que o defesa do Real Madrid terá lesionado o avançado egípcio de forma propositada, de forma a retira-lo da final da 'Champions'. O advogado exige uma indemnização de mil milhões de euros a Sergio Ramos, por ter causado "dano físico e psicológico" ao Liverpool e a toda a nação egípcia.

"Sergio Ramos lesionou intencionalmente Mo Salah e deve ser punido pelas suas ações. Entrei com uma ação e uma queixa junto da FIFA. Exigirei ainda uma compensação, que pode chegar aos 1000 milhões de euros, pelos danos físicos e psicológicos que Ramos infligiu a Salah e ao povo egípcio", disse Bassem à televisão egípcia 'Sada elBalad'.

O advogado disse ainda que caso vença a ação, irá doar o dinheiro da indeminzação a instituições de caridade.

Sergio Ramos já veio pedir desculpas por ter causado a lesão de Salah.

"O futebol mostra-te o lado mais doce, mas algumas vezes o mais amargo. Acima de tudo somos companheiros. Rápida recuperação, Salah", escreveu o central espanhol no Twitter.

Apesar do pedido de desculpas, o central tem estado 'debaixo de fogo'. Mido, antiga estrela egípcia, não tem dúvidas sobre as intenções do defesa espanhol do Real Madrid.

"Quem entende de futebol sabe que Sergio Ramos lesionou Salah de forma intencional”,disse Mido, que acusou o defesa espanhol de ter tirado de campo a estrela do Liverpool na final da Champions.

Também na plataforma plataforma Change.org circula uma petição, que já tem mais de 320 mil assinaturas, para que o espanhol seja punido. Na petição é referido que Sergio Ramos "prendeu intencionalmente o braço de Salah" e que depois "continuou a atuar de forma falsa levando o árbitro da partida a mostrar cartão amarelo a Mané".

"Sergio Ramos representa um péssimo exemplo para as futuras gerações de futebolistas. Em vez de ganhar as partidas de forma justa, ele usa truques que desafiam o espírito do jogo e do fair play. A UEFA e a FIFA devem tomar medidas contra Ramos e jogadores parecidos, usando as imagens dos jogos para manter o espírito do jogo", pode ler-se na petição.

Apesar da lesão, Salah acredita que ainda vai a tempo de estar no Mundial2018 com a seleção egípcia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.