O Sevilha confirmou a passagem aos oitavos de final da Liga dos Campeões ao vencer por 2-1 na visita ao terreno do Krasnodar, equipa que já havia batido por 3-2 em Espanha, na 3.ª jornada. Esse triunfo possibilitou que uma igualdade no jogo de volta - aliada a um triunfo do Chelsea na visita ao Rennes, que também se apurou - chegasse para ditar desde logo a passagem à fase seguinte, mas a turma espanhola até acabou por vencer, com um golo ao cair do pano.

O empate podia chegar, mas o Sevilha cedo ganhou vantagem. Estavam decorridos apenas quatro minutos de jogo quando Rakitić abriu o ativo. Cruzamento da direita e o croata, em posição central, desferiu um fantástico remate de primeira, a meia altura, sem hipóteses de defesa para Gorodov.

A vantagem forasteira manteve-se até ao intervalo, mas a reação dos anfitriões surgiu a abrir o segundo tempo, com o golo da igualdade. No seguimento de uma boa jogada de entendimento, a bola veio da esquerda para a direita e chegou a Wanderson, que com classe ajeitou para o remate e, por entre três defesas, bateu Vaclík.

Foi uma justa recompensa para a pressão que o Krasnodar exerceu a abrir a segunda parte, mas a equipa da casa precisava de vencer para manter vivo o sonho dos 'oitavos' da Champions e, na tentativa de chegar ao triunfo acabou por conceder demasiados espaços, aproveitados nos instantes finais por Munir para oferecer a vitória ao Sevilha e carimbar em definitivo o apuramento dos andaluzes.

O Krasnodar vai agora discutir com o Rennes (somam ambos um ponto) quem fica com o terceiro lugar e o acesso à Liga Europa, enquanto o Sevilha irá discutir com o Chelsea o primeiro lugar no grupo (somam os dois dez pontos).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.