O encontro da segunda mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Atlético de Madrid em Anfiel, no dia 11 de março, aconteceu à porta aberta e foi o último jogo de futebol a realizar-se antes da suspensão do desporto em Inglaterra. Uma suspensão que terá acontecido tarde demais, segundo dados revelados este domingo pelo jornal britânico 'The Times'.

O jornal divulga o estudo realizado pelo 'Edge Health', que analisa dados para o serviço nacional de saúde britânico (NHS), que estima que a realização da partida em Liverpool tenha provocado mais 41 mortes por COVID-19 entre 25 e 35 dias depois da partida.

Também o festival de Cheltenham, um dos eventos hípicos mais importantes do Reino Unido que aconteceu sem limitações, tendo recebido 150 mil pessoas, terá levado a mais 37 mortes dias depois.

Já no passado dia 23 de abril o 'mayor' da região metropolitana de Liverpool Steve Rotheram tinha considerado a realização da partida um possível catalisador de infeções na região.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.