A decisão foi tomada numa assembleia dos ‘indignados’ que permanecem concentrados na praça há quase duas semanas, à semelhança do que ocorre com outros protestos em Espanha, nomeadamente na Puerta del Sol.

Nessa assembleia a opção de manter ali a concentração – apesar do local ser uma das zonas onde tradicionalmente se dirigem os adeptos do FC Barcelona – foi tomada por uma ampla maioria.

Fontes policiais estimam que mais de 35 mil adeptos do Barcelona estejam já nas ruas do centro, próximas da Praça da Catalunha, para celebrar o título conquistado hoje pela equipa local em Londres.

Alguns membros do movimento que estão na praça chegaram a estudar a possibilidade de sair, por temerem eventuais problemas de ordem pública.

A decisão final de permanecer acabou por vingar e na praça da Catalunha, como ocorrerá domingo em várias outras praças de Espanha, será tomada a decisão sobre o que fazer para o futuro, nomeadamente levantar ou manter os protestos.

Recorde-se que o acampamento na Praça da Catalunha foi desmantelado na sexta-feira depois de uma acção policial que causou 121 feridos, durante várias cargas policiais contra os manifestantes que resistiram pacificamente, muitos sentando-se no chão.

O Governo catalão defendeu a acção policial insistindo que actuou com proporcionalidade e que pretendia limpar o acampamento por motivos de salubridade e segurança pública, antecipando eventuais festejos hoje dos adeptos do Barcelona.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.