Muitas vezes se diz que a defesa é o melhor ataque e Maurizio Sarri parece partilhar dessa opinião. O técnico do Nápoles acredita que o jogador mais perigoso do Manchester City, adversário desta quarta-feira na Liga dos Campeões, é mesmo o guarda-redes Ederson.

Em conferência de imprensa de antevisão do encontro, citada pelo jornal Record, Sarri refere que está a falar a sério quando escolhe o elemento mais recuado dos 'citizens' como aquele que pode causar mais problemas.

"Estou a falar a sério. O guarda-redes deles não falha uma única saída com bola. Ele joga 50 vezes com a defesa e acerta todos os passes, lidando bem com a nossa pressão", referiu o técnico, que também aproveitou para elogiar Guardiola.

"Compararem-me com Guardiola não faz sentido. Ele é uma figura mítica e é o melhor nesta profissão. Eu tenho as minhas ideias mas não sou ninguém comparado com outros. Aquilo que eu gosto no trabalho dele é a forma como ele coloca as equipas a jogar, saindo desde trás com uma velocidade única e com excelentes movimentações (...) Estamos a falar de um dos treinadores que mudaram a forma como vemos o futebol", referiu.

Sobre as hipóteses do Nápoles surpreender a equipa do Manchester City, Sarri acredita que é possível, apesar de ser muito difícil.

"Temos de entrar bem no jogo. Nós podemos criar oportunidades mas precisamos de estar a um nível extraordinário a nível defensivo. Eles não são imbatíveis, ninguém o é, mas são a melhor equipa da Europa, orientada pelo melhor treinador".

O Nápoles recebe o Manchester City esta quarta-feira, às 19h45, em encontro a contar para a quarta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.