O Manchester City somou a sua 19.ª vitória consecutiva ao bater, por 2-0, Borussia Monchengladbach na primeira mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Pep Guardiola, treinador dos 'cityzens', não considera contudo que a sua equipa seja, para já, favorita à conquista da prova, feito que seria inédito na história do clube.

"Quando vejo o Bayern Munique jogar penso logo que não somos favoritos. Volto a dizer, o nosso objetivo agora é o West Ham, no sábado. É esse o próximo desafio. Se as pessoas dizem que somos favoritos, temos de aceitar mas o Manchester City só chegou uma vez às meias-finais em 10 anos", lembrou o treinador espanhol.

Rio Ferdinand perde-se em elogios a João Cancelo: "É uma loucura vê-lo jogar"
Rio Ferdinand perde-se em elogios a João Cancelo: "É uma loucura vê-lo jogar"
Ver artigo

Ainda assim, Guardiola reconhece o bom momento e a boa exibição da equipa. "Fizemos um bom jogo, controlámos, mas não fomos clínicos na finalização, é algo que temos de melhorar porque nesta competição tens de ser perfeito para seguir em frente", sublinhou.

Elogios a Bernardo Silva e ao seu golo...de cabeça

Um dos golos do City foi assinado por Bernardo Silva, com um bonito cabeceamento. Um raro golo de cabeça do português, que surpreendeu muita gente, mas não Pep Guardiola.

"Ele cabeceia muito bem, vejo isso nos treinos. Porque quando partimos para um cabeceamento temos de usar todo o corpo e não apenas a cabeça e ele faz isso. Ele é um bom cabeceador, a sério, e o golo foi fantástico. A forma como ele finalizou, e enquanto médio ofensivo é aquilo que tem de fazer, aparecer na área e finalizar. Foi o que fez. O Bernardo tem muita qualidade", destacou o treinador espanhol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.