O FC Porto espera repetir uma das mais memoráveis noites da sua história quando receber, às 19h45 desta quarta-feira, o Bayern de Munique na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, no Estádio do Dragão.

O único triunfo do FC Porto sobre o Bayern aconteceu em Viena, no mais importante confronto entre os dois emblemas, a final de 1987. A perder devido a um golo de Ludwig Kögl (25), a equipa de Artur Jorge deu a volta ao marcador com tentos de Rabah Madjer (77) e Juary (80).

Nesse ano, os Dragões alinharam com Młynarczyk, João Pinto, Celso, Eduardo Luís, Inácio (António Frasco 66), Quim (Juary 46), Jaime Magalhães, Sousa, André, Madjer e Paulo Futre.

Mas então o que mudou nos dois clubes em competições europeias desde 1987 até hoje?

Depois da final na capital austríaca, o FC Porto venceu ainda, no mesmo ano, a Supertaça Europeia e a Taça Intercontinental.

Os Dragões ficaram 16 anos sem conseguir somar outro troféu europeu até que José Mourinho, em Sevilha, conquistou a primeira Taça UEFA/Liga Europa diante do Celtic. Na Supertaça europeia desse ano, o AC Milan foi mais forte que a equipa portuense.

Mourinho continuou no comando técnico dos azuis e brancos e no ano seguinte elevou o patamar e venceu a Liga dos Campeões, em Gelsenkirchen, diante do Mónaco, levando a segunda taça da prova milionária para o museu portista. Mais uma edição da Supertaça Europeia e os Dragões voltaram a ser derrotados, desta vez pelos espanhóis do Valência. Rubén Baraja e Di Vaio marcaram, de cabeça, os dois golos da equipa espanhola. Contudo, na Taça Intercontinental, na cidade japonesa de Yokohama, os azuis e brancos não vacilaram e bateram o Once Caldas nas grandes penalidades.

A glória portista na Europa voltaria sete anos depois com a conquista da segunda Liga Europa, em Dublin, diante do vizinho SC Braga, falhando novamente a Supertaça Europeia pela terceira vez, desta vez com derrota diante do Barcelona.

Seis troféus para os Dragões desde a final de Viena, em 1987.

Com cinco taças europeias antes de 1987, o Bayern de Munique demorou nove anos para conquistar outro prémio europeu, vencendo, em 1996, a Taça UEFA ao golear (5-1 em duas mãos) o Bordéus.

Em 2001, os alemães conquistaram a sua quarta Liga dos Campeões ao bater o Valência nas grandes penalidades. A formação de Munique venceu ainda, esse mesmo ano, a Taça Intercontinental, mas perderam a Supertaça Europeia.

O ano de 2013 foi novamente um ano de glória para o Bayern ao vencer a Liga dos Campeões ao rival Borussia Dortmund, no Estádio de Wembley, e ainda a Supertaça Europeia.

Cinco troféus para os de Munique desde a final de Viena, em 1987.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.