Depois da goleada humilhante frente ao Bayern, Piqué, jogador do Barcelona não escondia a insatisfação e a vergonha pelo resultado sofrido pela equipa e colocou-se a disposição para deixar a equipa.

"Vergonha, não posso dizer outra coisa. Não é a primeira nem a segunda vez. O clube precisa de mudar muita coisa. Batemos no fundo. Se tiver que sair para que venha sangue novo, eu vou", disse, em declarações reproduzidas pelo jornal espanhol 'Marca'.

"Foi um jogo horrível. Uma sensação nefasta, uma pena. É duro, espero que sirva para alguma coisa, para que haja uma reflexão de todos sobre as razões de termos chegado a este ponto. O clube precisa de mudanças e não falo ao nível dos treinadores e dos jogadores, mas a nível estrutural", disse o capitão da equipa catalã.

O capitão dos catalães foi assertivo na análise que faz ao momento que o clube vive, depois de ter terminado a temporada sem qualquer título.

"Sim, tocámos no fundo. Não é a primeira, nem a segunda ou terceira vez. Estamos no caminho errado. Os treinadores e jogadores sucedem-se, mas há vários anos que não conseguimos ser competitivos no plano europeu. Temos de refletir internamente e decidir o que é o melhor para o clube, para o ‘barça'. É qualquer coisa de inaceitável para o FC Barcelona", reconheceu.

O equipa catalã sofreu hoje uma goleada no Estádio da Luz, em Lisboa, frente ao Bayern Munique, por 8-2, nos quartos de final da Liga dos Campeões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.