Pizzi recusa 'deitar a toalha ao chão', mesmo sabendo que o Benfica irá defrontar em Old Trafford um Manchester United que soma por vitórias os encontros realizados na fase de grupos da Champions.

Na conferência de antevisão da partida, o médio dos 'encarnados' revelou que acredita na passagem à fase seguinte da Champions.

"É uma realidade, se não nem vínhamos a Manchester. Temos ambição de somar os três pontos. Sabemos que vamos enfrentar uma grande equipa, mas temos a ambição de ganhar porque até ser matematicamente possível vamos continuar a acreditar", disse.

"Temos a perfeita noção que vamos enfrentar um adversário complicado, com jogadores que podem fazer a diferença. Todas as equipas têm limitações e pontos fracos. Dentro da nossa forma de jogar vamos lutar para contrariar este bom momento do Manchester. Sabemos que vai ser muito complicado, mas temos essa ambição de conquistar o três pontos", acrescentou.

Sobre o facto de ter ficado no banco de suplentes nos últimos dois jogos dos 'encarnados' - frente ao Desportivo das Aves e ao Feirense - o internacional português optou por desvalorizar.

"No futebol não há estatuto de titular indiscutível e agora não sou suplente indiscutível. Acho que todos os jogadores passam por momentos bons e menos bons. Temos de encarar sempre com o mesmo pensamento. Temos de continuar a trabalhar, ou para continuar a jogar ou conquistar um espaço próprio. Vou trabalhar sempre no máximo. Isso do titular indiscutível não existe. Tenho essa ambição de jogar amanhã ou em qualquer jogo, mas essa decisão cabe ao treinador", referiu.

O encontro entre Benfica e Manchester United está marcado para as 19h45 de terça-feira e terá arbitragem do lituano Gediminas Mazeika.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.