Benfica e Manchester United estão empatados a 0-0 quando estão decorridos os primeiros quarenta e cinco minutos. A equipa de Rui Vitória dominou os primeiros 25 minutos, mas não conseguiu concretizar duas boas ocasiões de golo. O Manchester United reagiu perto do intervalo e obrigou Svilar a 'brilhar'.
No regresso ao Estádio da Luz após a vitória tangencial para a Taça de Portugal sobre o Olhanense, Rui Vitória lançou no jogo contra o Manchester United vários jovens jogadores na equipa titular, a começar desde logo no guarda-redes belga Svilar. No lado direito, Douglas estreou-se a titular na Liga dos Campeões juntamente com Rúben Dias no eixo central da defesa. No meio-campo dos 'encarnados', o Benfica apresentou-se 'reforçado' com a inclusão de Filipe Augusto ao lado de Fejsa e Pizzi. Na frente de ataque, Jiménez surgiu como a grande referência juntamente com Salvio e Diogo Gonçalves.
Já do lado do Manchester United, José Mourinho apostou na titularidade de Lindelof no eixo defensivo juntamente com Smalling e com os laterais Blind e Valencia. No meio-campo, o técnico português apostou num duplo pivot constituído por Matic e Herrera e com um trio ofensivo constituído por Juan Mata, Mkhitaryan e Rashford com Lukaku como principal referência do ataque dos 'red devils'.
Com apenas duas vitórias nos últimos sete jogos, as bancadas da Luz exigiam uma reação à equipa do Benfica, e os jogadores 'encarnados' brindaram os seus adeptos com um começo de jogo alucinante. Aos 3' minutos, Svilar fez a primeira intervenção, e logo de forma acrobática, ao interceptar de cabeça uma bola a Lukaku fora da grande área.

A equipa do Benfica mostrava-se confiante nos instantes iniciais e a apresentar uma grande dinâmica, com Pizzi a fazer bem a ligação entre os sectores enquanto que Filipe Augusto e Fejsa iam contendo as ações ofensivas do adversário.
Aos 14' minutos, a formação da Luz criou o primeiro lance de perigo com uma jogada majestosa de Grimaldo no lado esquerdo. O lateral esquerdo espanhol combinou com Diogo Gonçalves e entrou pela área do Manchester United, depois de passar por Valencia, e cruza rasteiro para o coração da área onde surge Salvio em boa posição de remate, mas o extremo argentino não tirou bem as medidas à baliza de De Gea e a bola sai para fora.
O Manchester United mostrava algumas dificuldades para construir jogo, e num pontapé longo de Svilar, o guarda-redes belga consegue desmarcar Salvio no ataque, que ganha o lance de cabeça e tenta o remate de primeira, mas já tinha sido assinalada falta ao avançado argentino.
À passagem da meia hora de jogo, o Manchester United reagiu ao domínio do Benfica e criou o primeiro lance de perigo com Rashford a ganhar nas alturas a Rúben Dias e a atirar de cabeça ligeiramente por cima da baliza de Svilar. Aos 36' minutos, a formação inglesa voltou a criar perigo por intermédio de Matic, mas o remate forte e rasteiro foi defendido com os pés por Svilar.
Antes do final da primeira parte, a equipa de José Mourinho voltou a criar muito perigo aos 42' minutos, mas o remate de Mkhitaryan acabou por sair para fora.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.