Aitor Karanka é claro ao comentar o quão imprescindível Ronaldo é para o Real Madrid. "O Cristiano [Ronaldo] tem de estar quase morto para não jogar. Vai jogar, mesmo que tenha algumas queixas físicas", afirmou o adjunto de José Mourinho nos merengues, que amanhã irá assumir o lugar do técnico português face ao seu jogo de castigo.

"A nossa motivação é conseguir um número de pontos que não se conseguiu antes", referiu Karanka, assegurando que "não vai haver comunicação" com Mourinho, porque a "UEFA o proíbe".

No entanto, isso não inibiu o adjunto de 'El Especial' de criticar a suspensão de um jogo aplicada a Mourinho na sequência do caso das alegadas "auto-expulsões" frente ao Ajax. "A sanção a Mourinho é muito injusta".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.