O treinador do Benfica, Rui Vitória, afirmou esta segunda-feira na antevisão ao encontro com o Fenerbahçe que os 'encarnados' vão entrar no encontro da segunda-mão da 3.ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões para vencer a partida, apesar de reconhecer que o jogo na Turquia vai ser difícil.

Jogo: "Passou um jogo e ficámos em vantagem. Amanhã será um jogo com uma história diferente. Vamos encontrar uma equipa difícil que vai jogar no seu terreno. Nós vamos à procura do golo, com um adversário que nos vai querer ganhar. As dinâmicas estão instaladas e, amanhã, vamos tentar impor a nossa forma de jogar."

Slimani: "É evidente que é um jogador que conhecemos bem, é um belíssimo jogador. É um jogador que não conta para este jogo, é um bom reforço para o Fenerbahçe."

Jonas: "Jonas não está presente. Não tem feito uma pré-época como queríamos, fruto de uma série de circunstâncias e fruto de alguns problemas com lesões. Quando as coisas estariam resolvidos a nível contratual, lesionou-se no treino antes de virmos. Não está, não esteve e vamos olhar para o jogo como sempre, com perspetiva coletiva. Todos estão prontos para dar resposta."

Eliminatória importante e continuidade de Rui Vitória: "(Risos) Todos os jogos são importantes para o Benfica. Queremos vencer esta eliminatória, mas ainda faltará um play-off para entrarmos na fase de grupos. Queremos manter este início de época vitorioso. Vou trabalhar ao mais alto nível, e quem representa este grande clube vive com o risco iminente de ter que ganhar sempre. Ganhar muitas vezes dá muito trabalho, e eu gosto é disto, faço por paixão. Se quisesse jogos de trazer por casa, escolhia outra profissão ou outro país. Sinto um grande prazer e orgulho no meu trabalho. Se é um risco? Riscos correm os bombeiros que andam a apagar fogos. Isto é só um jogo, como tantos outros que já fizemos."

Estratégia do Fenerbahçe: "É evidente que o fechadinho a jogar em contra-ataque não me parece o que o Fenerbahçe vá fazer. É uma equipa que está a jogar em sua casa e vai tentar virar a eliminatória. Esperamos uma postura de uma equipa que quererá atacar. Mas isto não vai mudar a nossa forma de estar. Sabemos que estamos em vantagem mas vamos à procura de vencer e marcar golos. Temos uma série de princípios, uma equipa que vai à procura de golos. Vamos ter de defender quando tiver de ser. A este nível, o foco e pormenor fazem a diferença."

Saída de Rúben Dias: "Já estamos a fazer 'terá dito'... Não tenho nada de especial a dizer, pois os nossos jogadores têm sido cobiçados. Jogador atual do Benfica está perfeitamente à vontade para lidar com essas situações. Se fosse preocupar-me com isso... jogadores é rendimento, Rúben e os outros têm tido um rendimento que não é afetado por isso. Champions é tão importante que o foco tem de estar aqui. Mais do que qualquer questão individual, estão as questões coletivas."

Zero pontos na Champions a época passada: "Queremos sempre vencer e entrar na Champions. Já fizemos alguns jogos interessantes nesta prova e vamos à procura de o fazer novamente. A exigência no Benfica é sempre máxima, queremos sempre vencer, seja quem for o adversário."

Mudanças no plantel: "Sobre o plantel, até dia 31 é possível haver entradas e saídas mas isso é assim em todo o lado. Plantel não está fechada. Se fica assim, veremos. Depende do que é o mercado e os momentos. Mercado nunca está fechado. As minhas ideias são definidas em relação ao que pretendo. Vamos analisar o que é o melhor para o Benfica e para os jogadores. Todos têm tido uma excelente atitude. Temos de preparar uma equipa para entrar na máxima força e isso nem sempre é fácil de gerir mas os jogadores têm tido uma atitude exemplar. Não está resolvido nem fechado."

Empate a 3 com Besiktas depois de estar a ganhar 3-0: "Essa questão das percentagens não se vê dessa maneira. São duas boas equipas, com muita experiência, nós também temos jogadores mais jovens mas já com alguma experiência na Liga dos Campeões. Equipas habituadas a jogar em estádios com ambientes mais fortes e intensos, o nosso estádio também tem esse ambiente, com mais de 50 mil adeptos, e também estamos preparados. Agora, se for 3-3 ficamos encantados e vamos satisfeitos, comprava já esse resultado, mas vamos jogar para ganha."

Interesse em Omur, do Trabzonspor: "Já é muita conversa paralela. Estamos na véspera de um jogo da Champions. Não quero desgastar nenhuma energia com coisas acessórias."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.