Declarações de Roger Schmidt, treinador do Benfica, após o empate 3-3 em casa frente ao Inter Milão.

O que se passou para ir de 3-0 para 3-3? "Olha, boa questão. Fizemos um bom jogo, uma boa primeira parte. Controlámos, fomos compactos, capazes de ganhar bolas, ter boa posse, conseguimos ter bons momentos e marcámos golos. Hoje fomos eficientes nas oportunidades que tivemos e foi uma primeira parte perfeita. Na segunda sofremos dois golos de forma muito fácil. Depois o penálti, a expulsão. Uma situação difícil. Mas os jogadores continuaram com boa atitude, à procura do golo, e era possível. Temos de aceitar que é só um empate. Tivemos pouca sorte, houve tantos erros contra nós, faz parte da história do jogo."

Benfica-Inter: as melhores imagens do jogo

Benfica entrou a dormir na 2.ª parte? "A segunda parte não tem nada a ver com entrar a dormir. Jogamos contra uma grande equipa, as bolas paradas acontecem. E antes do segundo golo, podíamos discutir uma falta no meio-campo. O penálti, bom, temos seis árbitros a trabalhar juntos e depois é esta a performance. É um desastre. Estou chocado pela performance, que seja possível que tantas coisas sejam decididas de forma errada. É incrível isto acontecer."

Conversa com árbitro no final: "Antes de poder dizer algo, ele disse que se dissesse qualquer coisa me mostrava o cartão vermelho."

Mais críticas aos árbitros: "Os nossos jogadores mereciam vencer mas infelizmente o desempenho equipa de arbitragem… Estou horrorizado com isto, é inacreditável isto ser possível na Liga dos Campeões. Seis árbitros envolvidos nas decisões e mesmo assim penálti e cartão vermelho que não eram. Erros em cantos, lançamentos, tudo, erraram tudo o que poderiam errar, foi um desastre! Jogadores mereciam."

Nada a apontar aos jogadores: "Criámos oportunidades, fomos eficientes, depois perdemos isso. Mas no segundo golo do Inter houve falta anterior ao golo; o penálti é uma piada. Houve um primeiro erro do árbitro, depois um segundo erro, num jogo decisivo e num momento decisivo. Não falamos da performance dos jogadores, que foram fantásticos."

Jogo decisivo com Salzburgo: "Não é fácil jogar em Salzburgo sem adeptos, mas não podemos queixar-nos, é o que é, é difícil mas vamos dar o nosso melhor. Sabemos que temos de ir lá vencer e não só vencer, tem de ser por diferença de dois golos. É difícil, mas é o que temos de fazer, teremos de estar prontos e dar o nosso melhor para passar para a Liga Europa."

O Benfica desperdiçou hoje uma vantagem de três golos, construída com um ‘hat-trick’ de João Mário, e empatou 3-3 na receção ao Inter Milão, em jogo da quinta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões de futebol.

O médio internacional português marcou pela primeira vez na carreira três tentos numa só partida, aos cinco, 13 e 34 minutos, só que os italianos conseguiram chegar à igualdade no segundo tempo, através de Marko Arnautovic, aos 51, Davide Frattesi, aos 58, e Alexis Sánchez, aos 72, de grande penalidade, sendo que os ‘encarnados’ ainda viram António Silva ser expulso, aos 86.

O Benfica, que já só pode almejar o terceiro posto e a consequente vaga no play-off de acesso aos oitavos de final da Liga Europa, segue em último lugar do grupo, com um ponto, e vai decidir esse objetivo na última jornada, frente ao Salzburgo, terceiro, com quatro, que hoje empatou 0-0 com a Real Sociedad.

Por seu lado, Real Sociedad e Inter Milão, ambos com 11 pontos e já qualificados para a próxima fase da Liga dos Campeões, vão defrontar-se pela liderança da ‘poule’ na derradeira ronda.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.