O treinador português do Zenit, André Villas-Boas, afirmou sentir “vergonha” pelo árbitro luso Jorge Sousa, que dirigiu na quarta-feira a partida dos russos no terreno dos belgas do Gent, para a Liga dos Campeões de futebol.

A derrota por 2-1 não caiu bem ao técnico, que se disse “muito dececionado”, apontando críticas ao ‘juiz’ da Associação de Futebol do Porto: “Metemos a melhor equipa, dentro do respeito pela ética, pela competição e pelo adversário. E o árbitro deu-nos vários cartões amarelos por nada”.

“Tenho vergonha por este árbitro português. Cinco jogadores (em seis) foram advertidos e não vamos poder contar com eles nos oitavos de final", continuou Villas-Boas.

O treinador disse ainda ter “sonhado com a sexta vitória” noutros tantos jogos do Grupo H (primeiro classificado, com 15 pontos), “mas isso não foi possível” e admitiu que “o empate teria sido o resultado mais justo”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.