O FC Porto pode agradecer a Aboubakar o facto de ter subido à segunda posição do grupo G e voltar a ter 'uma mão' no apuramento para os dezasseis-avos-de-final da Liga Europa, depois do camaronês ter desbloqueado a partida e ter feito os dois golos que deram a vitória dos 'dragões' por 1-2 no Stade de Suisse.

Em jogo decisivo, Sérgio Conceição fez mexidas em relação ao último onze apresentado (frente ao Vitória de Setúbal para a Taça de Portugal) tendo feito entrar Marchesín, Pepe, Marcano e Aboubakar para a titularidade nos lugares de Diogo Costa, Manafá, Diogo Leite e Fábio Silva.

Os 'dragões' não podiam pedir um começo mais complicado de partida: antes do relógio chegar aos sete minutos, já o FC Porto estava a perder numa partida em que estava proibido disso mesmo.

Fassnacht saltou mais alto que a defesa dos 'azuis-e-brancos' e cabeceou para o primeiro da partida, no primeiro remate enquadrado da partida ao minuto seis.

O FC Porto só acordou passados 25 minutos, quando Marega viu Von Ballmoos a defender a primeira grande oportunidade dos 'dragões' na partida, até então a equipa de Sérgio Conceição não causou grande perigo e os suíços ainda obrigaram Marchesin a uma grande defesa aos 22 minutos.

A partir daqui a equipa portista começou a crescer e ficou com motivos de reclamação do árbitro húngaro Tamás Bognar quando aos 45' Marega cai na grande área em falta, com o árbitro a não assinalar nada e da admoestar Sérgio Conceição com a cartolina amarela por protestos. Dois minutos depois, o avançado maliano volta a sofrer falta desta vez à entrada da área - ainda fora dela - e o árbitro apita... para o final da primeira parte.

Jogadores e equipa técnica rodeiam o juiz da partida, mas as equipas recolheram aos balneários com o 1-0 no marcador.

Na segunda parte, Sérgio Conceição fez entrar Manafá para o lugar do 'amarelado' Mbemba e entrou melhor, com a equipa a crescer a cada minuto que passava e a causar cada vez mais perigo ao Young Boys.

Aos 55' Corono dribla a defesa suíça e atira para a defesa do guardião da equipa da casa. Na recarga, Marega viu a bola a desviar na defesa e a sair fora.

Ao minuto 71 Aboubakar cai na grande área depois de toque de Ngamaleu, mas o árbitro não assinalou falta e o jogo prosseguiu e ainda bem, dirá o camaronês - se calhar a noite teria sido diferente para o avançado que não era titular no FC Porto desde setembro de 2018.

Aos 75 minutos, Otávio passa para Marega que dentro da área assiste Aboubakar para o primeiro golo da partida e o primeiro do camaronês esta época.

O FC Porto voltava a respirar, mas o resultado ainda não era o melhor e o avançado camaronês que tinha acabado de voltar aos golos, voltou a fazer o gosto ao pé quatro minutos depois.

Canto batido, bola a passar por toda a gente e a ir parar ao pés de Aboubakar, que junto ao poste esquerdo chutou para o segundo dos 'dragões' aos 79 minutos.

O avançado correu para o banco portista e celebrou junto da equipa técnica e dos colegas aos quais agradeceu no final da partida.

O resultado não sofreu alterações e o FC Porto sobe à segunda posição do grupo G, dependendo apenas de si mesmo para seguir para os '16-avos' da Liga Europa

MOMENTO DO JOGO: 76', o desbloqueio e empate por Aboubakar

O camaronês escolheu o momento certo para regressar aos golos, pensarão muito adeptos dos 'dragões'. Numa altura em que o FC Porto encostava cada vez mais o Young Boys, Aboubakar surgiu na posição certa para receber o passe de Marega para o golo do empate que desbloqueou o marcador para o FC Porto.

O MELHOR: Vincent Aboubakar

O camaronês não era titular na equipa principal do FC Porto desde 28 de setembro de 2018 e não marcava desde o dia 22 desse mês, mas agarrou o regresso à titularidade marcando os dois (importantes) golos que deram a vitória ao FC Porto e dão 'oxigénio' aos 'dragões' na Liga Europa.

O PIOR: Os primeiros 25 minutos do FC Porto

A equipa 'azul-e-branca' quase que deu 25 minutos de avanço ao Young Boys e só ao minuto 25 se viu aquilo que se esperava ver desde o início pela equipa do FC Porto: criação de perigo na baliza da equipa da casa. Nesses 25 minutos, viu o Young Boys marcar e ficou obrigada à reviravolta para alcançar uma boa posição à entrada da última jornada, reviravolta essa que, felizmente para os 'dragões', foi alcançada.

REAÇÕES

Sérgio Conceição considerou "importantes" os ajustes na segunda parte frente ao Young Boys

Sérgio Conceição: "É uma vitória justíssima, a segunda parte é toda nossa"

Aboubakar: "Passei um momento muito difícil, hoje foi muito importante"

Pepe: "Muito contente pelo trabalho da equipa, merecíamos vencer este jogo"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.