O Benfica visita esta quarta-feira o reduto do Lech Poznan, em jogo a contar para a fase de grupos da Liga Europa. Na véspera do encontro, Andrezj Juskowiak, antigo jogador do Sportind na década de 90 e atual membro do scouting do emblema polaca, assumiu que o clube pretende 'imitar' o PAOK de forma a vender o Benfica.

"Sabemos que quando surgirem as nossas escassas ocasiões de ter mais bola, teremos de aproveitar o máximo do contra-ataque. Isso foi muito bem aproveitado pelo PAOK e é exatamente o mesmo que o Lech terá de fazer também. Não teremos cinco ou seis oportunidades de golo, como nos acontece aqui na liga polaca, onde dominamos, por isso as duas ou três que tivermos frente ao Benfica terão de ser para matar o jogo. Não podemos ficar fechados a acreditar que iremos marcar aos 90 minutos numa bola parada", começou por admitir em declarações ao jornal desportivo 'O Jogo'.

"Para o Lech ter alguma possibilidade [de ganhar], vai ter de se focar no que foi o jogo do PAOK. O Benfica é o favorito, mas o Lech está a jogar bem", acrescentou o antigo jogador.

Andrezj Juskowiak salientou ainda que o sorteio agradou ao clube. "Há muitos anos que o Lech tinha dificuldades em entrar na Liga Europa e estávamos no último pote, por isso sabíamos bem que éramos dos mais fracos no sorteio... A nossa maior alegria foi estar lá, já é uma festa, agora vamos ver. Será um prazer para nós defrontar equipas grandes, que era o que os sócios do Lech mais queriam ter aqui", frisou.

"O que se pede à equipa é que se apresente bem nos jogos, seja com o Benfica ou com os outros adversários. O resultado final não será o mais importante, o que interessa mesmo é que a equipa mostre bom futebol e jogue bem. O que acontecer, acontece, não temos obrigações na Liga Europa e estamos mais à vontade", esclareceu ainda.

O antigo jogador explicou ainda que o Lech Poznan tem noção de que o Benfica não é um adversário fácil. "O Benfica tem muitos jogadores que pressionam alto, afastam a bola das zonas recuadas. Ou seja, para se marcar golos ao Benfica é preciso fazer lances exemplares, ganhar metros e surgir na área para marcar. E isso não é algo que aconteça muitas vezes. Mas confiamos que Pedro Tiba e Ramírez, por exemplo, consigam construir jogo ofensivo a partir do nosso meio-campo. Queremos aproveitar alguns jogadores com menos velocidade deles, isso pode ser interessante para nós. O Benfica virá para dominar, terá mais posse, mas o Lech terá de aproveitar quando eles estiverem mais subidos, pois aí haverá espaço atrás para nós explorarmos", disse.

O Lech Poznan-Benfica está marcado para as 17h55 desta quinta-feira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.