O jogo entre o SC Braga e o Ludogorets esteve em risco de ser interrompido devido a insultos racistas que vieram de uma minoria de adeptos do clube minhoto na altura da substituição de Lukoki aos 84 minutos da partida da terceira jornada da fase de grupos da Liga Europa.

A situação pouco comum em Portugal aconteceu quando o jogador da República Democrática do Congo demorou algum tempo a sair do campo quando o SC Braga procurava marcar para tentar evitar a derrota frente à equipa búlgara.

As assobiadelas tanto ao avançado como ao árbitro evoluíram para insultos racista que levaram Davide Massa, juiz do encontro, a ponderar interromper a partida se os comportamentos prosseguissem. O juiz italiano terá mesmo passado a informação aos organizadores do jogo.

O aviso ficou-se por aí, mas as questões de racismo no futebol não são bem vistas na UEFA. Num passado recente, o órgão que gere o futebol europeu já aplicou fortes castigos a equipas cujos adeptos demonstrem comportamentos racistas. Os clubes sérvios têm sido os mais visados pela UEFA.

Recorde-se de que o SC Braga perdeu com o Ludogorets, em casa, por 2-0 e perdeu o primeiro posto do grupo C da Liga Europa. Os minhotos eram vistos como favoritos para este encontro, mas acabaram por ser surpreendidos pela formação búlgara.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.