O Benfica e o Sporting de Braga podem garantir quinta-feira a 15.ª presença de uma equipa lusa na final de uma prova europeia de futebol, caso afastem PSV Eindhoven e Dínamo de Kiev, respectivamente.

O sorteio das “meias”, já realizado, havia antecipado o cenário, que ficou bem mais real após a primeira “mão” dos quartos-de-final, face ao triunfo caseiro dos “encarnados” sobre os holandeses (4-1) e ao empate conquistado pelos “arsenalistas” na Ucrânia (1-1).

O que poderá ser o primeiro “duelo” entre equipas lusas desde o início das provas europeias, em 1955/56, garante desde logo a Portugal um lugar na final da segunda edição da Liga Europa, prova que sucedeu à Taça UEFA.

O futebol luso está, assim, bem perto de uma 15.ª final, que até poderá ser 100 por cento nacional, já que a outra meia-final deverá ser jogada por FC Porto e Villarreal, que, na primeira dos “quartos” golearem em casa por 5-1 os russos do Spartak de Moscovo e os holandeses do Twente.

Será também a quarta final com representação lusa no século XXI, depois de o FC Porto, de José Mourinho, ter ganho consecutivamente a Taça UEFA (2002/2003) e a Liga dos Campeões (2003/2004) e de o Sporting, de José Peseiro, ter perdido em casa a final da Taça UEFA (2004/2005).

Ausente de finais desde 1989/90, o Benfica é, no entanto, o “rei”, com oito presenças em finais, sete delas da Taça dos Campeões, e dois títulos europeus, em 1960/61 e 61/62, sob o comando do húngaro Bela Guttmann.

O FC Porto ocupa o segundo posto, com quatro finais, duas na principal competição de clubes, ambas vitoriosas, a primeira em 1986/87, com Artur Jorge, enquanto o Sporting é terceiro, com duas, entre elas a Taça das Taças de 1963/64, que ganhou, liderado por Anselmo Fernandes.

A final da Liga Europa, agendada para 18 de Maio, em Dublin, poderá representar a nona do Benfica, a quinta do FC Porto e também a estreia do Sporting de Braga, que seria o primeiro “não grande” a alcançar tal feito.

- As 14 finais europeias com equipas portuguesas (x):

60/61 TC BENFICA FC Barcelona, Esp V 3-2
61/62 TC BENFICA Real Madrid, Esp V 5-3
62/63 TC BENFICA AC Milan, Ita D 1-2
63/64 TT SPORTING MTK Budapeste, Hun E 3-3, V 1-0
64/65 TC BENFICA Inter Milão, Ita D 0-1
67/68 TC BENFICA Manchester United, Ing D 1-4ap
82/83 TU BENFICA Anderlecht, Bel D 0-1, E 1-1
83/84 TT FC PORTO Juventus, Ita D 1-2
86/87 TC FC PORTO Bayern Munique, Ale V 2-1
87/88 TC BENFICA PSV Eindhoven, Hol E 0-0ap, 5-6GP
89/90 TC BENFICA AC Milan, Ita D 0-1
02/03 TU FC PORTO Celtic, Esc V 3-2ap
03/04 LC FC PORTO AS Mónaco, Fra V 3-0
04/05 TU SPORTING CSKA Moscovo, Rus D 1-3




- “Ranking” de presenças em finais:



1. Benfica 8 (7 TC, 1 TU)



2. FC Porto 4 (2 TC/LC, 1 TT, 1 TU)



3. Sporting 2 (1 TT, 1 TU)



(x) – Não entram nestas contas a Supertaça Europeia e a Taça Latina, bem como a Taça Intercontinental.