O Sporting apresenta um balanço muito negativo frente a conjuntos espanhóis nas taças europeias de futebol, com oito eliminações e apenas três apuramentos, o último há mais de 30 anos, na temporada de 1985/86.

Os 'leões' até conseguiram fazer pender a balança para o seu lado nos cinco primeiros confrontos -- seguiram em frente três vezes e caíram duas -, mas, depois disso, somaram seis 'trambolhões' consecutivos.

Para este registo, pesa sobretudo a ausência de vitórias em Espanha, onde o Sporting não conseguiu um triunfo em 16 deslocações: soma três empates e 13 derrotas, com 10 golos marcados e 33 sofridos.

Face aos espanhóis, o Sporting só foi feliz em 1968/69, frente ao Valência (4-0 em casa e 1-4 fora, após prolongamento), em 1983/84, com o Sevilha (1-1 fora e 3-2 em casa), e em 1985/86, perante o Athletic Bilbau (1-2 fora e 3-0 em casa).

Contra ao Valência, Chico Faria evitou reviravolta histórica, aos 113 minutos, perante o Sevilha, o salvador foi António Oliveira, com um tento aos 89, e, perante o Athletic, o Sporting conseguiu o seu único apuramento 'sem espinhas'.

De resto, os 'leões' acumularam eliminações, perante Espanyol (1965/66), Real Sociedad (1982/83 e 1988/89), FC Barcelona (1986/87), Real Madrid (1994/95), Atlético de Madrid (2009/10 e 2017/18) e Athletic Bilbau (2011/12).

Dos vários duelos perdidos, alguns foram especialmente dolorosos, a começar pelo embate face aos bascos da Real Sociedad, em 1982/83, com o Sporting a vencer a primeira mão por 1-0, na capital lusa, com um tento a acabar de Manuel Fernandes.

A primeira presença nas meias-finais da Taça dos Campeões estava ao alcance dos 'leões', mas, em San Sebastian, os comandados do jogador/treinador António Oliveira perderam por 2-0, culpa de tentos de Laranaga e Bakero.

Em 1986/87, face ao 'Barça', o Sporting chegou a 'inverter' em Alvalade o 0-1 de Nou Camp, com tentos de Negrete e Meade, mas, aos 83 minutos, Roberto 'gelou' Alvalade (2-1) e colocou os catalães na terceira ronda da Taça UEFA.

Na década seguinte, em 1994/95, a história foi semelhante face ao Real Madrid, com o Sporting a perder por 1-0 no Bernabéu e a vencer por 2-1 em Alvalade, onde Oceano fechou o resultado aos 31 minutos. O terceiro golo nunca chegou.

Em 2009/10, dois empates (0-0 fora e 2-2 em casa) ditaram a queda face ao Atlético de Madrid, nos 'oitavos' da Liga Europa, e, em 2011/12, o Athletic afastou os 'leões' da final da mesma prova, com um 3-1 caseiro, selado com um tento de Fernando Llorente aos 88 minutos, depois de um desaire por 2-1 em Lisboa.

Na época passada, também ficou célebre a eliminatória com os 'colchoneros', quando, após o desaire por 2-0 em Madrid, na primeira mão, o então presidente Bruno de Carvalho 'disparou' contra a equipa no Facebook, no que foi o princípio do seu fim.

Em Alvalade, o Sporting ainda ganhou por 1-0, mas não conseguiu o passaporte para as meias-finais da Liga Europa, que o conjunto do argentino Diego Simeone viria a arrebatar.

Se os 'leões' não se são bem com espanhóis, o Villarreal também não tem grandes recordações dos portugueses, já que perdeu a única eliminatória, há oito anos, em 2010/11, face ao FC Porto, quando estava em jogo um lugar na final da Liga Europa.

Os 'dragões', que viriam a ganhar a prova numa final face ao Sporting de Braga, resolveram no Dragão, onde golearam por 5-1, com quatro tentos do colombiano Falcao, depois de chegarem ao intervalo a perder. Os espanhóis ganharam em casa por 3-2.

Antes, em 2005/2006, o Villarreal encontrou o Benfica na fase de grupos da 'Champions' e ambos passaram, num grupo ainda com Manchester United e Lille. Os 'encarnados' empataram 1-1 fora e, com Rui Nereu na baliza, perderam em casa por 1-0.

Notícia publicada originalmente a 12 de fevereiro às 09h51

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.