Quaresma já foi o herói de Istambul, em 2007, no Estádio Besiktas Inonu ao apontar o único golo do encontro da segunda jornada da Liga dos Campeões. Mas na altura, o "Harry Potter" vestia de azul e branco.

O Grupo A da edição 2007/2008 da Liga dos Campeões era constituído por FC Porto, Liverpool, Marselha e Besiktas.

Os Dragões, de Jesualdo Ferreira, tinham iniciado a campanha europeia com um empate a um golo na recepção ao Liverpool.

Na jornada seguinte, o FC Porto deslocou-se a Istambul para defrontar o Besiktas, onde Ricardo Quaresma apontou o único golo, que garantiu os três pontos ao FC Porto, aos 90+2 minutos.

À sexta jornada, e depois de um empate (a um golo com o Marselha), uma vitória (2-1 em França) e uma derrota pesada em Liverpool por 4-1, o FC Porto conseguiu, no Estádio do Dragão, uma vitória importantíssima, esta também com a assinatura de Ricardo Quaresma aos 62 minutos e que garantiu o primeiro lugar do Grupo A aos portuenses. Os turcos do Besiktas, nesse ano, ficaram-se pela última posição com seis pontos e com uma goleada monumental imposta pelo Liverpool por 8-0, à quarta jornada.

No final da temporada 2007/08, o Inter de Milão de José Mourinho pagou 18 milhões de euros ao FC Porto por Ricardo Quaresma. Pelé, avaliado em 6 milhões, fez o sentido inverso como contrapartida no negócio.

Em Maio de 2010, já com o anúncio da saída de Mourinho para o Real Madrid e excluído da convocatória para o Mundial2010, o Besiktas manifestou o interesse pelo extremo internacional mas Quaresma decidiu esperar por propostas de ligas mais atractivas e competitivas.

Um mês depois, Ricardo Quaresma acabou por ceder e vestir a camisola da equipa turca. Hoje, é um herói no clube de Istambul e só não estará perto das camisolas azuis e brancas mais uma vez porque uma lesão o afastou dos relvados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.