No adeus à Europa, Paulo Fonseca começou a despedir-se da Roma, que vai deixar no final da época.

Depois da vitória com sabor amargo frente ao Manchester United, o português realçou o orgulho que sente por ter liderado a Roma.

"Para mim, foi um enorme prazer ser treinador da Roma, estou orgulhoso por ter feito parte do futebol italiano. Aprendi muito, nesta situações tenho de olhar para as coisas positivas que trouxe para a minha carreira e que aprendi aqui. Foi uma experiência difícil, mas compensadora", disse.

O técnico afirmou ainda que nunca pensou em deixar a Roma, realçando o foco que manteve no seu trabalho mesmo nos períodos mais complicados.

"Nunca pensei em demitir-me, não sou uma pessoa que desista. Existiram tempos difíceis, mas estive sempre focado no meu trabalho e em melhorar a equipa todos os dias. É importante manter um equilíbrio, é a forma mais fácil de sair da pressão desses momentos", afirmou.

Paulo Fonseca falava após ter sido afastado pelo Manchester United nas meias-finais da Liga Europa: os transalpinos venceram hoje os ‘red devils’ por 3-2, contudo tinham sido goleados em Inglaterra por 6-2.

“Mostrámos que era possível passar, mas falhámos no segundo tempo em Manchester e depois é difícil voltar. Marcámos três golos, podíamos ter marcado mais, mas o United aproveitou as suas oportunidades”, sintetizou.

Depois de perder três dos últimos quatro jogos, empatando o outro, a Roma caiu para o sétimo lugar da Serie A, ainda europeu, seguro por dois pontos para o Sassuolo.

*Artigo atualizado às 23h51

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.