O Marselha venceu o Vitória de Guimarães, por 2-1, numa partida do Grupo I da Liga Europa em que o central português Rolando não saiu do banco de suplentes da turma gaulesa. Uma situação justificada pelas poupanças de Rudi Garcia com vista à receção ao PSG, no domingo.

"Sabíamos que tínhamos um jogo importante no domingo e é habitual o míster, na Liga Europa, fazer alguma rotação na equipa. No domingo, é o jogo do ano para os adeptos, por isso o treinador deu descanso a alguns jogadores. Eu gostaria de ter jogado, porque era contra uma equipa portuguesa, mas o importante eram os três pontos", adiantou o defesa de 32 anos em declarações à SIC Notícias.

"O importante foi que, apesar de termos começado mal, a sofrer o golo, conseguimos dar a volta. Conseguimos os três pontos e isso é que conta. Não sou Deus para dizer se o resultado foi justo ou não", acrescentou Rolando, antes de falar da luta pelo qualificação: "Faltam nove pontos, muita coisa pode mudar. Queiramos os três pontos e, se possível, o primeiro lugar. Não deu. Esperamos ganhar o próximo jogo, em Guimarães, porque queremos conquistar o apuramento o mais rápido possível."

O experiente central lamentou ainda os recentes maus resultados das equipas nacionais nas competições europeias.

"É complicado para os clubes portugueses, porque precisam de pontos para, pelo menos, manter o lugar no ranking [da UEFA]. Sabemos que as competições europeias são muito difíceis. Tenho pena que [todas as equipas portuguesas] tenham perdido, porque continuo a acompanhá-las", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.