Rui Alves admitiu, em declarações à agência Lusa, "alguma felicidade" no empate 1-1 alcançado em São Petersbugo, mas lembrou que no jogo da primeira mão, no Funchal, há uma semana, o Nacional "fez uma grande exibição e merecia ter ganho por mais de um golo".

Quando foi conhecido o nome do Zenit, que há duas épocas venceu a Taça UEFA, como adversário do Nacional, Rui Alves acreditou que seria possível "fazer uma surpresa", apesar "da diferença de orçamento entre os dois clubes".

"Tínhamos participado na pré-epoca num torneio na Croácia, onde defrontámos grandes equipas e ganhámos, o que nos deu a confiança e a convicção de que seríamos capazes de bater o pé a adversários mais cotados", revelou o presidente do Nacional.

Este considerou tanto mais relevante o feito da sua equipa quanto é sabido que o treinador Manuel Machado não pôde contar com vários jogadores "por causa de lesões e das regras impostas pela UEFA", as quais obrigam a apresentar a lista de jogadores para jogar as eliminatórias "com grande antecedência", o que impediu o Nacional de "inscrever vários jogadores".

O presidente do Nacional lembrou que Manuel Machado abordou este jogo "sem opções para o ataque", mas mostrou-se confiante para a fase de grupos, para a qual já poderá contar "com alguns dos jogadores que ficaram de fora por lesão e por não terem sido inscritos a tempo".

"Vamos poder encarar a fase seguinte com outras 'armas', e tudo será possível, porque vamos enfrentar adversários que não serão mais fortes do que o Zenit", disse Rui Alves, para quem a carreira na Taça UEFA nunca servirá de desculpa para um mau desempenho do Nacional na Liga portuguesa.

Rui Alves disse ainda que o Nacional irá contratar "mais dois reforços" até à data limite de inscrições de jogadores na Liga, prazo que termina segunda-feira.

Entretanto, o técnico Manuel Machado também se mostrou satisfeito com o feito, principalmente por as suas instruções nos instantes finais terem dado certo.

"Criámos dois ou três livres e num deles fizemos o golo do empate. Acabámos de alguma forma por conseguir aceder à fase de grupos da Liga Europa", afirmou Manuel Machado à Antena 1, justificando o facto de ter instruído Tomasevic, um defesa central, para se inserir no ataque e criar desequilíbrios.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.