O FC Porto arrancou da melhor forma a sua participação na fase de grupos da Liga Europa ao vencer os suíços do Young Boys por 2-1, em jogo da primeira ronda do Grupo G da prova.  No Dragão, o regressado Soares foi decisivo ao marcar os dois golos dos portistas, ainda no primeiro tempo. A equipa de Conceição voltou a sentir dificuldades defensivas mas também na gestão do resultado no segundo tempo.

Veja as melhores imagens do jogo

Com uma meia casa, bastaram sete minutos para se gritar golo no Dragão. Otávio fez um grande passe para Soares, que combinou com Luiz Diaz. O colombiano devolveu ao brasileiro que atirou a contar, fazendo o seu primeiro golo esta época. Soares ocupou o lugar de Zé Luís, avançado que trabalhou limitado durante a semana e, por isso, foi poupado (não saiu do banco).

Os suíços, que vieram a Dragão jogar mais na expectativa e em contra-ataque, vão tirar partido da estratégia aos 15 minutos. Assalé foi lançado em profundidade, ganhou nas costas a Pepe, driblou Marcano e foi derrubado por Marchesín. Grande penalidade que Nsamé converteu com sucesso, num remate seco e colocado.

Danilo, que já tinha testado a atenção do guarda-redes Von Ballmoos aos 12 minutos, num tiro de longe de pé esquerdo, vai voltar a ficar perto do golo aos 26 minutos, num desvio de cabeça após canto que bateu com estrondo no poste. Antes, tinha sido Soares a ver Von Ballmoos negar-lhe o bis aos 22 minutos, numa defesa a dois tempos.

Mas Von Ballmoos nada podia fazer aos 29 minutos, numa das melhores jogadas de combinação atacante dos azuis-e-brancos. Luiz Diaz descobriu Corona na área, o mexicano centrou de pronto para o desvio de Soares na pequena área. Era o 2-1 para a melhor equipa em campo.

No segundo tempo, o FC Porto arrancou a desperdiçar uma grande oportunidade, num lance em que Marega e Soares atrapalharam-se na hora de finalizar. A partir dos 60 minutos, o Young Boys cresceu e muito no jogo, depois da troca de Nsame por Hoarau, passando para um 3-5-2, reforçando o meio-campo. Os azuis-e-brancos passaram a sentir dificuldades, com algumas perdas de bola mas também a lidar mal com a superioridade dos suíços na zona central.

Conceição teve de ir ao banco para lançar Romário Baró e Manafá, nos lugares de Marega e Luiz Diáz, passando a jogar em 4-3-3. O 3-1 esteve nos pés de Soares aos 69 minutos mas o remate do brasileiro saiu com pouca força e ao lado, depois um passe de Baró. Na outra baliza era Marchesín a brilhar, negando o empate aos 73, numa defesa com os pés a remate de Garcia.

A dez minutos do final, Sérgio Conceição trocou Soares pelo avançado Fábio Silva, jovem de 17 anos que já tinha sido lançado em Portimão no passado domingo. O avançado tornou-se no mais jovem de sempre a jogar pelo FC Porto nas provas da UEFA, com 17 anos e dois meses, superando o recorde de Rúben Neves (17 anos e cinco meses). Fábio Silva voltou a mostrar bons pormenores: viu on Ballmoos negar-lhe o golo aos 82 e pediu penálti aos 85 mas o árbitro mandou seguir.

Até ao final, foi fazer gestão da posse de bola no meio-campo contrário, espreitando sempre oportunidades para 'matar' o jogo.

Vitória sofrida, depois mais uma segunda parte menos boa, tal como tinha acontecido em Portimão no passado domingo.

No outro encontro do grupo o Glasgow Rangers venceu em casa o Feyenoord por 1-0.

Na segunda jornada da Liga Europa, em 03 de outubro, o FC Porto vai defrontar o Feyenoord, em Roterdão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.