André Villas-Boas não escondeu a importância da vitória do Marselha este domingo, frente ao PSG no Parque dos Príncipes, uma vitória que já não acontecia há muito tempo.

"É uma vitória importante, histórica. Foi difícil como sempre, sofremos muito. (...) é uma grande vitória", disse na conferência após a partida.

Sobre os insultos racistas de que Neymar terá sido vítima, André Villas-Boas, referiu que "Neymar estava um pouco nervoso", mas disse esperar que não tenha havido qualquer caso de racismo.

"Espero que isso não desvalorize a nossa vitória. Não há espaço para o racismo no futebol. Não penso que esse seja o caso. Também há uma cuspidela do Di Maria. Foi um clássico", disse o português.

Os últimos minutos da partida foram quentes, um clima que terá também chegado junto dos treinadores, como contou Villas-Boas.

"Existiram insultos, é normal. Bem, ele [Thomas Tuchel] disse-me que esperava que eu tivesse jogado na lotaria esta noite, eu perguntei-lhe se contra a Atalanta [jogo dos quartos de final da Liga dos Campeões] ele também tinha jogado. Mas tenho muito respeito por ele", concluiu.

*Última atualização às 00h26 de 14 de setembro de 2020

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.