O Lyon, do guarda-redes português Anthony Lopes, venceu hoje por 3-0 o Mónaco, para a 18.ª jornada, e subiu, à condição, ao terceiro lugar do campeonato francês de futebol, liderado, sem jogar, pelo Paris Saint-Germain.

Numa ronda novamente marcada por adiamentos, na sequência da mobilização das forças policiais para manifestações, o Lyon ascendeu à terceira posição, com 31 pontos em 17 jogos, ultrapassando o Montpellier (quarto), que soma 29, em 16.

Houssem Aouar, aos seis minutos, Nabil Fekir, aos 35, e Ferland Mendy, aos 59, foram os marcadores dos golos do Lyon, que viu o guarda-redes do Mónaco, o suíço Diego Benaglio, que já jogou no Nacional, evitar uma mão cheia de outras oportunidades.

O Mónaco, campeão gaulês em 2016/17, com o treinador português Leonardo Jardim, e que viu a sua tarefa mais complicada com a expulsão de Golovin, aos 47 minutos, permanece na 19.ª e penúltima posição, com 13 pontos, apenas mais cinco do que o lanterna-vermelha Guingamp (20.º, com oito).

Na frente, continua destacado o Paris Saint-Germain, com 44 pontos, em 16 jogos, menos dois do que os disputados pelo Lille, segundo posicionado, com 34, que venceu em casa do Nimes, por 3-2, com um dos golos marcado pelo português Rafael Leão.

O Lille, ainda com os portugueses Xeka e José Fonte, que seria expulso aos 16 minutos, a titulares, e Edgar Ié chamado a jogo aos 21, chegou à vantagem de 3-0, com golos de Rafael Leão (quatro minutos), Jonathan Bambo (41) e Nicolas Pépé (66).

O Nimes, que segue na 10.ª posição, com 23 pontos, ainda reduziu para a diferença mínima de 3-2, com golos do marroquino Rachid Alioui, aos 68 minutos, e de Clément Dépres, aos 90+2.

O Saint-Étienne esteve a vencer em casa do Nice por 1-0 até aos 81 minutos, com um golo de Lois Diony, aos 53, numa partida em que ambas as equipas ficaram reduzidas a dez unidades, mas Wylan Cyprien, na conversão de uma grande penalidade, evitou a conquista dos três pontos para os visitantes.

O ‘beneficiado’ do empate entre Nice, sétimo, com 26 pontos, e Saint-Étienne, quinto, com 27, acabou por ser o Lyon, terceiro com 31.

Esta é a segunda jornada consecutiva marcada pelo adiamento de várias partidas, depois de terem sido disputados apenas quatro dos 10 jogos da 17.ª ronda, devido aos protestos efetuados pelo movimento dos 'coletes amarelos'.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.