Edinson Cavani está cada vez mais só no PSG. O uruguaio ficou a perder na 'guerra' com Neymar e, apesar da aparente paz entre os dois, a verdade é que a relação já não é a mesma.

Escreve o jornal 'L'Equipe' na sua edição desta terça-feira que Neymar e Mbappé estão a tentar isolar Cavani. Para esta teoria da conspiração, o jornal recorreu as estatísticas para mostrar que o jovem francês e o craque brasileiro não estão a ser solidários com o avançado uruguaio.

Até agora, 25 por cento dos passes de Neymar tiveram Mbappé como destinatário. Já o jovem avançado francês endereçou 31 por cento dos seus passes ao craque brasileiro. Já no que toca a Cavani, os números baixam drasticamente: apenas 0,5 por cento dos passes de Neymar são para Cavani, que recebe cinco por cento dos passes de Mbappé.

O 'L´Equipe' deu como exemplo o último jogo do PSG, que goleou o Lyon por 5-0. Durante os 40 minutos em que esteve em campo, Cavani não recebeu qualquer passe de Neymar ou Mbappé. Quando Kimpembe foi expulso com vermelho direto, foi o uruguaio o sacrificado por Tuchel, treinador dos parisienses. Neymar tinha marcado o primeiro golo da equipa, de penálti, Mbappé fez o resto no segundo tempo, batendo o guarda-redes Anthony Lopes por quatro vezes, no seu primeiro 'poker' da carreira.

O 'L´Equipe' diz mesmo que a amizade entre entre Mbappé e Neymar deixou Cavani cada vez mais só. O uruguaio de 31 anos perdeu peso no balneário, depois das saídas de Pastore, Lo Celso e Yuri Berchiche.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.