O dono do Marselha, Frank McCourt, descreveu hoje como “inaceitável” o comportamento violento dos adeptos durante o ‘clássico’, no domingo, frente à equipa de futebol do Paris Saint-Germain.

“Este tipo de comportamentos é inaceitável”, disse o proprietário do clube francês ao jornal regional, La Provence, acrescentando que “o desporto deve unir as pessoas”.

Foram presos 16 adeptos do Marselha por ataques à polícia, perto do estádio do Velodrome, com objetos pirotécnicos. Quatro pessoas, incluindo membros da autoridade, ficaram ligeiramente feridas.

McCourt, por outro lado, saudou os “adeptos que criam um ambiente incrível no estádio”.

“Ao longo dos anos, as coisas podem ter piorado um pouco”, mas “queremos ter a certeza de que ninguém hesita em vir ao Velodrome com a sua família”, disse.

O proprietário disse ainda que a relação entre os adeptos e o clube é “religiosa”. “Não existe separação entre o clube e a cidade”, acrescentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.