Depois de ter perdido dois pontos na cidade da Beira na ronda anterior, a Liga Muçulmana recebeu no reduto ao Têxtil de Pungue, que deslocou-se a cidade da Matola para complicar a vida dos campeões em título.

Foi o que se viu ao longo da primeira parte, ainda que os anfitriões tenham tido um ascendente ofensivo, como aos 14 minutos quando o atacante Ziqo desperdiçou uma clara oportunidade de inaugurar o activo, ao rematar muito longe do alvo.

Os Fabris das Manga aperceberam-se do assédio ao seu ultimo reduto por parte da Liga, dai que tenham subido as linhas defensivas, complicando ainda mais a manobras a meio-campo por parte da equipa Muçulmana que até ao intervalo procurou incansavelmente pelo golo, mas não conseguiu evitar o nulo até ao final dos primeiros 45 minutos.

Na segunda parte a Liga continuou a assediar a baliza defendida por Miguel, criando muitas situações que poderiam ter resultado em golo, mas a organização defensiva do Têxtil do Pungue adiava cada vez mais o golo para os da casa.

Só a passagem do minuto 85 é que os Muçulmanos lograram derrubar a estrutura defensiva montada por José Augusto, com Momed Hagi a ser mais feliz e rematar para o fundo da baliza dos fabris da manga.

A pressão dos campeões continuou e aos 89 minutos, Telinho aumentou a vantagem para a Liga Muçulmana, conseguindo dar a machadada final no resultado assegurando a vitoria para a turma que lidera o Moçambola.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.