Um golo de Fosberg, no segundo tempo, foi suficiente para a Suécia derrotar a Suíça e garantir um lugar nos quartos-de-final do Mundial 2018. Em São Pertersburgo, os suíços tiveram mais bola mas os nórdicos criaram mais perigo. Na próxima fase vão medir forças com o vencedor do Colômbia - Inglaterra.

As melhores imagens do Suécia - Suíça

Do ponto de vista dos nomes, este seria o jogo menos apetecível dos oitavos-de-final. Duas seleções sem grandes pergaminhos no futebol mundial, apesar de a Suécia ter sido vice-campeão Mundial em 1958, quando perdeu em casa para o Brasil.

Mas este estava longe de ser um jogo inédito entre estas duas seleções. Suíça e Suécia já se tinham enfrentando em fases finais de Mundiais de futebol em cinco ocasiões, com duas vitórias dos nórdicos e três dos helvéticos. De recordar que a Suécia foi a vencedora do Grupo F, com os mesmos seis pontos do México, numa poule onde a Alemanha terminou em último. Já a Suíça ficou em 2.º no Grupo E, tendo empatado com o Brasil na ronda inaugural.

Os primeiros 45 minutos foram mornos, com pouca qualidade. Duas seleções com formas diferentes de atuar: a Suécia, a tentar chegar a área contrária o mais rápido possível, com lances de contra-ataque ou então bolas longas, a Suíç a tentar pensar mais o jogo, com Shaqiri como principal municiador do ataque. Mas o médio do Stoke City raramente conseguiu colocar a bola em Drmic, Dzemaili e Zuber.

Os suecos, com menos toques na bola, chegavam com mais facilidades à área contrária e criavam mais perigo. Berg falhou o 1-0 aos oito minutos, Sommer negou o tento a Berg aos 29 com uma defesa fantástica e Ekdal atirou por cima aos 42, após centro fantástico de Lustig. Três boas oportunidades, contra apenas um da Suíça, de Dzemaili aos 39, já dentro da área.

Estatísticas do Suécia-Suíça: Helvético remataram mais, ficaram com o MVP mas 'vikings' foram mais eficazes
Estatísticas do Suécia-Suíça: Helvético remataram mais, ficaram com o MVP mas 'vikings' foram mais eficazes
Ver artigo

O segundo tempo não foi diferente do primeiro: Suíça com mais bola, Suécia a criar mais perigo. Aos 67, Lindeloff iniciou uma jogada de ataque pela direita, a bola chegou a Forsberg no meio. O remate do médio foi desviado por Akanji e traiu Sommer. Finalmente um golo.

Vladimir Petkovic, selecionador helvético, aproveitou para arriscar mais, lançado Seferovic, avançado do Benfica, e Embolo, para tentar o empate. Pressionou muito, tentou de todas as formas mas não foi suficiente. Embolo viu Forsberg tirar-lhe um golo em cima da linha de golo aos 80. Seferovic também teve uma oportunidade aos 90 mas o seu cabeceamento foi defendido por Olsson.

Já nos descontos, Lang foi expulso após travar Martin Olsson que ia isolado para marcar. O árbitro começou por marcar penálti mas, após consultar as imagens, por sugestão do VAR, corrigiu a decisão e marcou falta de fora da área já que o empurrão ao sueco aconteceu fora da área. No livre, a Sommer defendeu com os punhos.

A Suécia está nos quartos-de-final de um Mundial pela 5.ª vez na sua história. Há 24 anos que os 'vikings' não chegavam a esta fase. Nos quartos-de-final vão defrontar o vencedor do Colômbia - Inglaterra.

De recordar que a Suécia foi finalista vencido em 1958, terceiro em 1950 e 1994 e quartos em 1938.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.