O Ministério Público espanhol pretende que Rubiales não se aproxime a menos de 500 metros de Hermoso, depois do polémico caso do beijo na final do Mundial.

A medida foi divulgada esta sexta-feira, depois do ex-presidente da RFEF se ter apresentado em tribunal. Quem avança a informação é o jornal La Vanguardia, que aponta a uma medida que tem o objetivo de afastar Rubiales da futebolista.

Campeãs do mundo recusam-se a jogar por Espanha apesar das saídas de Rubiales e Vilda
Campeãs do mundo recusam-se a jogar por Espanha apesar das saídas de Rubiales e Vilda
Ver artigo

Rubiales beijou Jenni Hermoso na boca, em 20 de agosto, no estadio de Sydney, após a vitória de Espanha no campeonato do mundo de futebol feminino.

A futebolista disse que o beijo não foi consentido, ao contrário do que afirma o presidente da federação. Antes, na bancada do estádio, Rubiales tinha tocado os próprios genitais para celebrar a vitória espanhola.

Os dois comportamentos valeram-lhe queixas do governo de Espanha ao Tribunal Administrativo do Desporto, que decidiu abrir um processo disciplinar a Rubiales, e a suspensão da FIFA do cargo de presidente da federação espanhola, durante 90 dias.

O presidente da RFEF em funções, Pedro Rocha, avançou com a demissão de Jorge Vilda do cargo de selecionador feminino, sendo substituído por Montse Tomé.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.