O Presidente da República afirmou hoje que “a luta continua” e disse acreditar na qualificação de Portugal para o Mundial2022 de futebol, depois de ter sido relegada para os ‘play-offs’, ao perder com a Sérvia em casa.

“A vida é feita disto, [a sofrer o golo] no último minuto, mas a luta continua. Em março há mais, já estamos habituados a isto, a sofrer até ao fim. E vamos passar, vamos estar no Qatar”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações à RTP.

No Estádio da Luz, em Lisboa, o chefe de Estado reiterou o otimismo no apuramento da equipa das ‘quinas’, para o campeonato do mundo, que vai ser disputado no Qatar, mesmo depois ter falhado a qualificação diretamente, ao terminar o Grupo A no segundo lugar, a três pontos da Sérvia.

“Já estive com os jogadores e disse-lhes que isto continua e que vamos passar”, frisou Marcelo Rebelo de Sousa.

Questionado sobre o contexto pandémico, e se temeria que não fosse possível reeditar uma ‘enchente’ em recintos desportivos como hoje – hoje o Estádio da Luz contou com 58.873 espetadores –, o Presidente da República identificou preocupação entre os presentes.

“Vi muita gente com máscara, o que é facto é que as pessoas estão atentas a essa preocupação. O que é fundamental é a mobilização para março e vamos passar”, rematou.

A necessitar de um empate, a seleção portuguesa foi relegada para os ‘play-offs’, ao perder por 2-1 na receção à Sérvia.

Dusan Tadic, aos 33, e Aleksandar Mitrovic, aos 90, marcaram os golos dos sérvios, depois de Renato Sanches ter dado vantagem à equipa das ‘quinas’, aos dois minutos.

As três últimas vagas europeias para o Mundial2022 vão ser disputadas em março pelos 10 segundos classificados dos grupos da primeira fase e por duas seleções provenientes da Liga das Nações.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.