O guarda-redes de 20 anos foi eleito pela FIFA o melhor guarda-redes do Mundial sub-20. Sem sofrer golos até à final, Michael Simões Domingues, mais conhecido por Mika, destacou-se na equipa de Ilídio Vale ao revelar grande maturidade e qualidade entre postes.

Natural de Yverdon-les-Bains, na Suíça, Mika veio muito cedo para Portugal onde começou a jogar à bola no Sp. Pombal com apenas 13 anos. Aos 16 anos foi integrado nas camadas jovens do União de Leiria, onde foi ganhando o seu lugar na equipa principa, subindo ao plantel principal com 18 anos. As boas exibições no U. Leiria, nomeadamente frente ao Sporting, levaram os dirigentes do SL Benfica a contratá-lo em vésperas do Mundial Sub-20.

No Mundial de Sub-20 na Colômbia, Mika foi decisivo na caminhada portuguesa até à final com o Brasil. Nos seis jogos realizados antes do confronto com a seleção canarinha, a equipa portuguesa conseguiu seguir invicta até à final graças à qualidade do jovem guardião português, que manteve as redes lusas invioláveis durante 570 minutos.

O jogo dos quartos-de-final frente à Argentina, em que Portugal esteve a perder por 3-1 nas grandes penalidades, ficará na memória de muitos portugueses quando Mika foi buscar, junto ao ângulo inferior esquerdo, uma bola que teria valido o apuramento aos sul-americanos. Portugal viria a qualificar-se para as meias-finais do torneio graças à grande exibição do guarda-redes português no prolongamento e na marca de grandes penalidades, onde realizou duas defesas de outro mundo.

Na final do Mundial Sub-20, Portugal acabaria por perder com o Brasil por 3-2. Mika sofreu os primeiros golos na competição apenas na final o que já por si é digno de um campeão.A FIFA elegeu-o o melhor guarda-redes da competição com o troféu Golden Glove.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.