O Gana, adversário de Portugal na primeira jornada do Mundial2022 de futebol, conta com o reforço de peso Iñaki Williams no ataque, que acrescenta valor para poder ferir as defesas de lusos, uruguaios e sul-coreanos no Grupo H.

O extremo dos espanhóis do Athletic Bilbau é mesmo a grande referência da equipa africana, depois de ter anunciado em 05 de julho que iria “defender a camisola” das ‘Estrelas Negras,’ de forma a “encontrar as suas raízes, por tudo o que África e o Gana significam para si e para a sua família”.

Quis o sorteio que a estreia no Qatar fosse perante os lusos, em 24 de novembro, no Estádio 974, naquele que será um regresso dos ganeses aos grandes palcos das seleções mundiais, após terem falhado a qualificação para a edição da Rússia, em 2018.

O Gana (61.º colocado na hierarquia FIFA), comandado por Otto Addo, vai para a quarta presença em Campeonatos do Mundo, sendo que foi, em 2010, na África do Sul, que obteve um honroso sétimo lugar, numa edição em que ficou no segundo lugar do Grupo D, atrás da Alemanha, mas à frente de Austrália e Sérvia.

Além de Iñaki Williams, quase todos os seus jogadores alinham nos campeonatos europeus, entre os quais Joseph Aidoo (Celta de Vigo), Denis Odoi (Club Brugge), Salisu (Southampton), Daniel Amartey (Leicester), Tariq Lamptey (Brigthon), Daniel-Kofi Kyerh (Friburgo), Thomas Partey (Arsenal), Kudus (Ajax) e os irmãos Jordan Ayew (Crystal Palace) e André Ayew, agora nos qataris do Al Sadd, mas com vasta experiência em Inglaterra e França.

Tudo sobre o Mundial2022: jogos, notícias, reportagens, curiosidades, fotos e vídeos

Do lote de 26 convocados, destaca-se a juventude do sportinguista Fatawu, de 18 anos, que apesar de não ser titular na equipa portuguesa, merece a confiança do selecionador, assim como Felix Afena-Gyan, de 19, da Cremonese, que se deu a conhecer na Liga italiana com as ‘cores’ da AS Roma, pelas ‘mãos’ de José Mourinho.

No caminho até ao Qatar, os ganeses impuseram-se ante a África do Sul, Etiópia e Zimbabué na segunda fase do Grupo G e, na terceira, afastaram a Nigéria, por culpa dos tentos apontados fora (0-0 em casa e 1-1 fora).

O Mundial2022 arrancou no dia 20 de novembro no Qatar, e vai até 18 de dezembro, com Portugal a integrar o Grupo H da prova, juntamente com Gana (24 de novembro), Uruguai (28 de novembro) e Coreia do Sul (02 de dezembro).

O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos. Junte-se também a esta causa. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.