Portugal defronta, quinta-feira, o Gana na estreia no Mundial 2022 e Cristiano Ronaldo falou em conferência de imprensa aos jornalistas. O capitão da Seleção - que tem estado nas bocas do mundo nos últimos tempos, pela entrevista concedida a Piers Morgan - garantiu estar pronto para jogar, falou da sua ambição na prova e deu a cara para falar da polémica em seu redor.

VEJA O VÍDEO DA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA DE RONALDO NO QATAR

Recuperado e pronto para jogar: "Sinto-me preparado para jogar e ajudar a equipa. Estou bem! Tive um pequeno problema, mas já estou recuperado! Temos feitos bons treinos e sinto-me pronto para começar o Mundial da melhor maneira.", começou por assegurar.

Prestes a disputar o seu 5.º Mundial: "São sempre momentos bons ou menos bons. Estas competições, tal como os Europeus, são sempre marcantes. O mundo pára para nos ver jogar. E as recordações são sempre positivas e bonitas."

Portugal favorito à conquista do Mundial: "É sempre relativo...mas acredito que temos um potencial enorme. Se chega para ganhar, logo veremos. Acredito que sim, tenho esse feeling! Mas temos de começar bem com o Gana, que é o mais difícil. Depois, a partir daí, é ir devagarinho."

Melhor plantel de sempre da seleção: "Veremos no final. Para mim, a melhor soeleção é aquela que ganha, mas acredito que sim. Temos um potencial enorme. Vai ser bonito de ver. A exigência será muito grande e teremos de começar com calma. Temos que ser os melhores e se acreditamos que somos os melhores, temos de o mostrar em campo. É fácil."

Mundial2022: Cristiano Ronaldo lidera todos os 'rankings' de Portugal, exceto o dos golos
Mundial2022: Cristiano Ronaldo lidera todos os 'rankings' de Portugal, exceto o dos golos
Ver artigo

Responsabilidade enquanto capitão: "Vai ser o meu quinto Mundial. Responsabilidade tenho sempre, desde os 11 anos, quado saí de casa para ir para Lisboa. Sinto que sou mais observado do que os outros, mas responsabilidade tenho sempre. Gosto disso e a pressão é sempre a mesma. Desde muito jovem que lido com isso. Umas vezes mal, outras bem. Depende do momento. Não sou perfeito, mas sinto-me com capacidade para assumir a responsabilidade."

Se ganhar o Mundial será definitivamente o melhor de sempre?: "Não vejo as coisas por aí. Mesmo se ganhasse o Mundial, o debate continuaria. Uns gostam mais, outros menos. É como tudo na vida, é normal. Obviamente, como jogador ambicioso, adoraria ganhar esta competição. Mas se não ganhar mais nada ficarei feliz pela carreira que tive. Claro que era um sonho ganhar um Mundial e é possível ganhar. Vamos ver."

A polémica entrevista a Piers Morgan: "Do vosso lado é fácil ver como podemos escolher os timings. Às vezes vocês escrevem verdades, às vezes escrevem mentiras. Não preciso de me preocupar com o que os outros pensam. Eu falo quando quero. Todo a gente sabe quem eu sou e no que acredito. Não vai influenciar o que a Seleção. Toda a gente me conhece e sabem aquilo que sou e que penso. Não sou influenciado por aquilo que os outros dizem ou pensam. O grupo está bem, confiante, unido e está blindado. É um grupo que quer ganhar esta competição. Todos querem jogar, que é algo que gosto de ver. Por isso, não tenho dúvidas que nada abalará o plantel.".

Metas individuais neste Mundial: "Os recordes, como já disse muitas vezes, são eles que me seguem. Tenho batido recorde atrás recorde. Seria bonito e especial bater o recorde do Eusébio, mas não é algo que me faça perder o sono. Se Portugal ganhasse o Mundial e eu não marcasse um golo, assiava por baixo. Juro pelos meus filhos! Isso é o mais relevante para mim."

Seleções favoritas a conquistar o troféu: "Há aquelas seleções que vemos de maneira diferente: Brasil, Argentina, França, Alemanha...Têm sempre aquela pontinha de favoritismo, mas em 2016 também ninguém dava nada por nós..."

Falta-lhe o título Mundial: "Seria mágico e um sonho! Mas volto a referir que na vida não me falta nada e tive mais do que eu esperava. Ganhar o Mundial seria um sonho! Todas as equipas o querem ganhar, mas só uma pode. Temos de pensar com calma."

Tudo sobre o Mundial2022: jogos, notícias, reportagens, curiosidades, fotos e vídeos

O SAPO está a acompanhar o Mundial mas não esquece as vidas perdidas no Qatar. Apoiamos a campanha da Amnistia Internacional e do MEO pelos direitos humanos. Junte-se também a esta causa. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.